Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Após acordo do mínimo, centrais pressionam por redução da jornada de trabalho


Agência O GloboBRASÍLIA - Após de terem chegado a um acordo com o governo sobre uma política de aumento do salário mínimo até 2023, as centrais sindicais avisaram que vão continuar com as marchas por melhores condições de trabalho.- Não é porque temos uma política permanente de salário mínimo que a mobilização acabou - afirma o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique, na solenidade de assinatura do protocolo de valorização do salário mínimo, acertado entre governo e centrais sindicais.- A próxima marcha, ao contrário de falar de reajuste do salário mínimo, pegará outros temas também importantes da pauta desses 40 milhões de trabalhadores, como a redução da jornada e educação - afirma Artur Henrique.O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira, afirmou que as centrais deverão realizar uma marcha a Brasília, em março, em defesa de juros baixos, distribuição de renda e emprego decente.Em discurso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que os dirigentes sindicais terão espaço para conversar com o governo sobre reivindicações dos trabalhadores.- Façam quantas marchas vocês quiserem fazer, mas que a gente nunca perca de vista que depois de cada marcha nós temos que dar um resultado para ela. O resultado não é fazer uma outra marcha no ano que vem, é resolver o problema de cada marcha numa mesa de negociação - disse. - Enquanto eu for Presidente da República, vocês poderão ver o defeito que quiserem ver no governo, mas vocês não verão, nunca, o defeito de que neste governo não houve espaço para as lamúrias, os reclames, mas também para as concordâncias e acertos - acrescentou.

Mais Sobre Política - Nacional

GENTE QUE MUITO PULA

GENTE QUE MUITO PULA

É melhor ficar quieto e deixar que pensem que você talvez tenha errado do que mexer-se e tirar a dúvida

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos