Porto Velho (RO) quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Apelo de Lula alimenta fogo cruzado no PT


Agência O Globo RIO - O cessar-fogo entre os petistas, pregado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante as comemorações dos 27 anos do partido não desarmou o grupo que defende a rediscussão do programa e das bandeiras históricas do PT. Doze horas após o discurso do presidente, a corrente tornou oficial neste sábado a mensagem que sugere aos militantes e filiados a refundação do partido para resgate de valores históricos, como a ética. A governadora do Pará, Ana Júlia, disse que o presidente foi infeliz no discurso, porque nele reprovou o debate e as divergências. - Não deixo de ser uma militante lulista, mas acho que não foi o mais adequado para o momento. Desestabilizar o debate interno não é a melhor proposta no momento que o PT se prepara para um terceiro congresso. Nosso maior patrimônio é a capacidade de bater e construir a unidade. Esse debate amplo, onde não se constitua um novo Campo Majoritário, nós não queremos outro Campo Majoritário. Nós queremos que o Partido dos Trabalhadores esteja a altura do desafio de colocar para o país uma nova agenda e um novo modelo de desenvolvimento. O deputado federal José Eduardo Martins Cardoso declarou que a unidade pedida por Lula não pode limitar o partido. Que essa unidade pressupõe justamente ousadia para mudanças. - Ser companheiro significa lutar junto para manter a coesão daquilo que você defende. Mas ao mesmo tempo significa respeitar o outro, ouvir o outro, respeitar a divergência. Se um batalhão que está numa guerra quando recebe uma ordem, necessariamente os soldados não devem se chamar de companheiros se eles não tem o mesmo objetivo, os mesmo métodos, a mesma prática, a mesma reflexão. Companheiros são aqueles que estão num batalhão, receberam uma ordem, mas discutiram essa ordem, compartilham dos métodos e das ações. Portanto acho que o PT tem que ser um um partido forte, unido, mas sedimentado em cima de uma discussão forte, onde pensar e dizer não pode ser um crime. Um dos homens de frente na elaboração desse documento que pede a refundação do partido, o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, disse que o presidente Lula apenas manifestou no discurso publicamente a preocupação para que o partido não se divida e não perca a visão estratégica. Segundo Tarso, o discurso do presidente apenas estimula o debate, e não contrário. - Acho que a fala do presidente estimula o debate, centrando o futuro do partido num objetivo estratégico. Essa visão que ele colocou, e que é muito clara para nós todos, de que ele não vai arbitrar as contendas do partido é essencial. Após o lançamento oficial desta mensagem que pede mudanças programáticas e praticamente a refundação do PT, foi formada uma comissão de tese, que visa trabalhar em cima desse documento que será discutido profundamente durante o 3º Congresso Nacional do PT. O congresso será no mês de julho, em Brasília.

Mais Sobre Política - Nacional

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu

Jair Bolsonaro envia projeto que regulamenta exploração de terras indígenas

Jair Bolsonaro envia projeto que regulamenta exploração de terras indígenas

O presidente Jair Bolsonaro apresentou nesta quarta-feira (5) um projeto de lei (PL) para regulamentar a exploração de atividades econômicas em terras

Carta aberta ao Congresso Nacional pelas aprovações da PEC nº 108 de 2019ª

Carta aberta ao Congresso Nacional pelas aprovações da PEC nº 108 de 2019ª

Nos últimos anos voltou à tona a discussão sobre o excesso de regulamentação profissional no Brasil, numa   verdadeira afronta ao disposto no art. 5º,