Porto Velho (RO) sábado, 18 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Anvisa suspende distribuição de dois anestésicos


Agência O Globo BRASÍLIA - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu nesta segunda-feira a distribuição, o comércio e o uso de todos os lotes dos anestésicos Lidostesim e Lidostesina. Os dois medicamentos são fabricados pela empresa Probem - Laboratório de Produtos Farmacêuticos e Odontológicos Ltda, de Catanduva (SP). O princípio ativo dos anestésicos é o Cloridrato de Lidocaína. A medida foi adotada depois que a Anvisa recebeu uma série de notificações sobre a ocorrência de efeitos colaterais relacionados ao uso dos remédios. Náusea, dor de cabeça, tontura e vômito foram algumas das reações notificadas pelos pacientes medicados com os anestésicos nos estados de Goiás, Paraná, Mato Grosso do Sul e Bahia.No dia 16 deste mês, a agência já havia interditado dois lotes do Lidostesim. Laudo do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde identificou irregularidades no rótulo do medicamento e no teor do princípio ativo.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di