Porto Velho (RO) segunda-feira, 14 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

AMIR LANDO recomenda corte de recursos para ONGs


Bernardo de La Peña - Agência O GloboBRASÍLIA - O relatório final da CPI dos Sanguessugas, preparado pelo senador Amir Lando (PMDB-RO), prevê o corte dos repasses de recursos da União para organizações não governamentais (ONGs). A idéia, segundo o senador, é suspender os repasses até que seja elaborada uma proposta de regulamentação da fiscalização das entidades. Na opinião de Lando, que pretende apresentar o documento até quinta-feira, não há controle sobre o dinheiro federal destinado às ONGs:- Estamos mostrando que essa área não tem fiscalização. O Tribunal de Contas da União não fiscaliza. É uma descentralização que cai no vazio e é uma área de risco. Nossa proposta é cortar o repasse de recursos da União para as ONGs, porque muitas delas acabam sendo uma espécie de ralo de recursos - diz Lando.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç