Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Aldo: 'Eu faço campanha em outro estilo'


Gerson Camarotti - Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), recorreu à Segunda Guerra Mundial para definir o apoio do PSDB à candidatura de Arlindo Chinaglia (PT-SP) à presidência da Câmara. Aldo disse comparou o apoio dos tucanos à Operação Barbarossa, na qual os alemães invadiram a União Soviética em 22 de junho de 1941. Aldo disse que voto se conta de um a um e mostrou-se confiante de que no dia 1º de fevereiro dará o troco nos aliados de Chinaglia, como foi a reação dos russos diante dos alemães na Batalha de Stalingrado.- Quem enfrenta uma batalha não pode alegar surpresa. Cada movimento faz parte da guerra. Os nossos adversários fizeram uma espécie de Operação Barbarossa. No dia 1º de fevereiro, nós temos confiança de que seremos vitoriosos. A eleição quem define são os deputados - disse.Aldo disse estar recebendo declarações de apoio de parlamentares de vários partidos, inclusive do PMDB e do PSDB, e afirmou que alguns não estariam declarando publicamente o apoio a sua candidatura para evitar o assédio dos aliados de Chinaglia.- Alguns não querem manifestar publicamente o apoio para não sofrer ataques especulativos dos meus adversários - afirmou. Aldo Rebelo disse que não cogita recuar ou abandonar sua candidatura, apesar "do cerco que está sofrendo" dos aliados do petista.- Voto se colhe na urna, e não em cachos como banana. Eu desconfio que essa Operação Barbarossa vai encontrar a sua Stalingrado no dia 1º de fevereiro - afirmou.O presidente da Câmara disse que já foi eleitor de boa parte das lideranças do PSDB, inclusive de Mário Covas e Fernando Henrique, e lembrou que faz parte do conselho da fundação Mário Covas. Aldo aproveitou para fazer uma provocação a Chinaglia:- Eu posso explicar o apoio de líderes do PSDB. Agora, cabe a meu adversário explicar o apoio que ele está recebendo do PSDB. Questionado diretamente sobre a ação de ministros e promessas de cargos no governo em troca do apoio à candidatura do PT, Aldo respondeu:- Eu faço campanha em outro estilo.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di