Porto Velho (RO) terça-feira, 13 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Aldo: Disputa política vai arrefecer após eleições


Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente da Câmara, Aldo Rebelo, disse que o acirramento da disputa eleitoral entre dois candidatos a presidente da República é natural, principalmente à medida que se aproxima o dia da eleição. Aldo ressaltou porém que, passado o segundo turno, a tendência é que essa disputa agressiva entre oposição e governo fique mais amena.- O que eu receio é que a luta política degenere para conflitos mais graves, o que não é desejável para a democracia no Brasil - afirmou.Em relação à última pesquisa do Instituto Datafolha sobre as intenções de voto para o segundo turno da eleição presidencial, em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ampliou sua vantagem sobre Geraldo Alckmin, Aldo comentou que deve ser respeitada, mas que é apenas o retrato de um momento e que já viu resultados de pesquisas serem desmentidos nas urnas.Aldo anunciou que convocará sessões deliberativas do plenário da Câmara para as próximas segunda e terça-feiras, com o objetivo de votar medidas provisórias que trancam a pauta, em especial a que cria o Refis 3. Ela foi alterada pelo Senado e precisa ser votada novamente pela Câmara até o dia 27 deste mês para não perder a validade.Aldo disse que fará o possível para garantir o quorum das votações, mas reconheceu que a eleição exige a participação de muitos deputados, o que dificulta a obtenção do quorum para deliberações importantes.- Vou fazer o que estiver ao meu alcance, mas, se não alcançarmos o quorum, vamos ter paciência e tentar um outro esforço para que as votações aconteçam - disse o presidente da Câmara.Sobre o reajuste dos salários dos parlamentares, Aldo afirmou que não conversou sobre o assunto com o presidente do Senado, Renan Calheiros. Ele disse também que não existe nenhum projeto sobre esse tema. Segundo Aldo, a remuneração dos parlamentares deverá ser tratada quando a Câmara discutir os resultados do estudo que está sendo feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) com o objetivo de ampliar a racionalização dos custos, a transparência das informações e a redução dos gastos da Casa.

Mais Sobre Política - Nacional

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

A pasta seria ocupada inicialmente pelo general Augusto Heleno

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

Previdência, nomeação de ministros e reajuste estão na agenda