Porto Velho (RO) quarta-feira, 21 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Alckmin estagnado


Gente de Opinião

247 - De olho na estagnação impressionante do pré candidato à presidência pelo PSDB Geraldo Alckmin, o presidente usurpador Michel Temer vai colocar seus operadores em campo para garantir algum naco de espaço eleitoral. Nem o alto índice de rejeição que nomes indicados por Temer acusam em recente pesquisa Datafolha (86%), aliados da presidência perceberam como o "centro" político está desorganizado e interpretaram isso como uma janela de oportunidade. A ideia é isolar a fraca candidatura de Alckmin e costurar aproximação com o DEM.

"Apesar do índice expressivo de eleitores que, segundo o Datafolha, dizem não votar em um nome indicado por Michel Temer (86%), aliados do presidente viram na desorganização do centro uma janela de oportunidade. O emedebista vai se colocar como agente disposto a reorganizar esse campo, usando a base do governo como ponto de partida. Com a jogada, tentará isolar a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) ao menos até junho e se reaproximar do DEM, de Rodrigo Maia (RJ)".

Leia mais aqui.

Mais Sobre Política - Nacional

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

O juiz federal Sergio Moro, que assumirá o Ministério da Justiça no próximo governo, confirmou hoje (20) os nomes dos delegados Maurício Valeixo pa

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende criar uma Secretaria de Privatizações no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) par

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

É a primeira vez que o petista se torna réu em ação criminal

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a