Porto Velho (RO) quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Agripino defende CPI das ONGs. Tarso Genro diz que ação não é necessária


Cristiane Jungblut, Isabel Braga e Alan Gripp - Agência O GloboBRASÍLIA - No mesmo dia em que o líder do PFL no Senado, José Agripino Maia (RN), defendeu a realização de uma CPI para apurar desvios financeiros nas ONGs, o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, disse que este recurso não é necessário.Genro, no entanto, ressaltou que as denúncias precisam ser fiscalizadas e que a legislação sobre o assunto seja aperfeiçoada, "porque hoje há um vácuo".- A questão das ONGs constituem um fenômeno sócio-político novo. É preciso uma legislação que regule essa relação, e há problemas em todo mundo. O governo não vai dramatizar essa questão, mas não acho que uma CPI seja a melhor solução para essas questões -disse Tarso Genro.Já Agripino disse que o fato de o governo manter um número reduzido de pessoas para verificar as prestações de conta das entidades não governamentais "deve ser proposital".Segundo reportagem publicada pelo jornal O Globo deste domingo, são apenas 12 funcionários do Ministério da Justiça para 4 mil ONGs cadastradas .- Pouca gente para fiscalizar é proposital. Não querem fiscalização porque as ONGs são um nicho deles. A investigação das ONGs, via CPI, é inevitável para este ano ou para o ano que entra - disse Agripino. - Para o PT o assunto ONG soa como satanás, eles têm verdadeira fobia - completou.A oposição continuará pressionando para a instalação de uma CPI das ONGs, mas irá trabalhar para que isso aconteça só em fevereiro do próximo ano, com a nova legislatura. Se for instalada agora, ela só funcionaria até o final de dezembro, pois não há previsão de convocação extraordinária do Congresso em janeiro e uma CPI não pode ser prorrogada de uma legislatura para outra.Diante das denúncias que vêm envolvendo ONGs, o presidente da entidade que reúne mais de 280 entidades sem fins lucrativos com atuação desde a década de 80 - Abong -, José Antônio Moroni, se disse preocupado.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul