Porto Velho (RO) sábado, 7 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

26% não concluíram o ensino fundamental no Mato Grosso



Dados preliminares do Tribunal Superior Eleitoral revelam ainda que 20 postulantes no Estado declararam ser analfabetos

D SONIA FIORI
Da Reportagem

Estatística divulgada ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revela um cenário negativo em relação ao baixo nível de escolaridade dos postulantes no estado de Mato Grosso. Os dados ainda parciais revelam que até à tarde de ontem 20 postulantes às Câmaras Municipais são analfabetos. Dos 8.317 candidatos, 2.163 (26%) estão na faixa dos que possuem ensino fundamental incompleto – ou seja, nem completaram a oitava série. O levantamento mostra que um em quatro candidatos não concluiu a formação fundamental.

De acordo com as informações disponibilizadas pela Corte Eleitoral, pelo menos cinco candidatos na lista dos analfabetos disputam a eleição no município de Acorizal, seguido de São Pedro da Cipa com três candidatos analfabetos. No município de Nova Nazaré estão incluídos no rol dois postulantes.

O quadro demonstra ainda o analfabetismo entre os postulantes ao Legislativo dos municípios de Aripuanã, Carlinda, Comodoro, Itaúba, Rosário Oeste, São Félix do Araguaia, São José dos Quatro Marcos, Tangará da Serra e Vera.

Conforme o balanço do TSE, também é possível verificar cenário desolador referente aos postulantes que integram o segmento dos que possuem ensino fundamental incompleto. Apenas lê ou escreve o total de 2.163 candidatos de Mato Grosso. Destes, Cuiabá e Rondonópolis registram 11 cada cidade. Várzea Grande surge nesse cenário com 10 candidatos. Porém, a situação é mais crítica em Cotriguaçu, com 41 postulantes. Na seqüência surge Confresa com 37 e Tabaporã, com 34 candidatos.

O número de candidatos listados na faixa do ensino médio incompleto também chama a atenção, com o total de 1.790 postulantes. Pelo menos 36 estão em Várzea Grande, outras 29 candidaturas estão em Juara e 27 disputam o pleito em Peixoto de Azevedo. Neste patamar estão inseridos os municípios de Tangará da Serra com 26 postulantes e Sorriso, com 25.

Contudo, o balanço do TSE também aponta o maior índice de escolaridade entre os candidatos a vereador nos três maiores colégios eleitorais de Mato Grosso, Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis, respectivamente. Nesse cenário, a capital mato-grossense sai na frente com registro de 121 postulantes ao legislativo com ensino superior completo. Rondonópolis até o momento contabiliza 58 candidatos e em Várzea Grande soma 56. Integram ainda a lista dos melhores níveis de escolaridade candidatos dos municípios de Tangará da Serra e Sorriso, com 36 e 28 candidatos, respectivamente.

O levantamento aponta ainda que a Capital possui quatro candidatos a prefeitura de Cuiabá com curso superior completo. O candidato do PP, Walter Rabello, é o único que não tem formação superior. Em Várzea Grande, segundo o balanço preliminar, apenas um postulante é dono de currículo que registra formação de nível superior, o candidato do DEM, Júlio Campos. Em Rondonópolis, os dois candidatos, Adilson Sachetti e Zé do Pátio, à prefeitura têm curso superior.

Fonte: Diário de Cuiabá

Mais Sobre Política - Nacional

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) cobrou do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) a votação, antes que encerre o prazo, da Medida Provisórias cri

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p