Porto Velho (RO) terça-feira, 13 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

13º salário deve injetar R$ 52,9 bi na economia


Agência O GloboRIO - O pagamento do 13º salário deve injetar R$ 52,9 bilhões na economia este ano, segundo cálculos do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócioeconômicos (Dieese). A cifra, que corresponde a 2,64% do Produto Interno Bruto (PIB, total de riquezas produzidas pelo país durante um ano) será dividida entre 60.732 milhões de pessoas, entre trabalhadores formais, incluindo os domésticos, e aposentados e pensionistas da Previdência. Não inclui os autônomos e trabalhadores sem carteira assinada que recebam a gratificação de Natal.A pesquisa alerta que parte do dinheiro já foi recebida pelos beneficiários que tiveram a primeira parcela do 13º salário paga junto com as férias ou antecipada por outra razão, como ocorreu este ano com os aposentados e pensionistas do INSS. A estimativa do Dieese é que cerca de 65% do valor total ainda será pago no fim deste ano. Pela regra geral, a primeira parcela do 13º salário deve ser paga no dia 30 de novembro de a segunda, até 20 de dezembro.Entre os beneficiados pelo pagamento do 13º salário, 24,3 milhões de pessoas ou 40% do total são aposentados e pensionistas da Previdência. Os empregados do setor formal representam 34,6 milhões de pessoas e os trabalhadores domésticos 1,8 milhão. O número de pessoas que recebendo o 13º neste ano está 2,7% maior do que no ano passado, o que significa um aumento de 1,6 milhão de beneficiados. A maioria deles, 65%, vai usar o dinheiro para pagar dívidas, mostra estudo da Anefac.

Mais Sobre Política - Nacional

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

Previdência, nomeação de ministros e reajuste estão na agenda

Governo Bolsonaro não fará discriminação de qualquer tipo, afirma Moro

Governo Bolsonaro não fará discriminação de qualquer tipo, afirma Moro

Futuro ministro afirma que haverá rigor contra crimes de ódio