Porto Velho (RO) domingo, 20 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Polícia

Professor abusa de criança na escola e recebe pena de mais de 13 anos



O professor de educação física Moisés Monteiro Menezes, recolhido no presídio “Urso Branco”, foi condenado a treze anos e seis de prisão sob a acusação de ter praticado atos libidinosos contra uma criança de 9 anos de idade. A sentença, do dia 19 deste mês e publicada no Diário da Justiça dessa segunda-feira (22), foi decretada pelo juiz substituto Marcus Vinícius dos Santos de Oliveira, da Vara de Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar e de Crimes contra Crianças e Adolescentes da Comarca de Porto Velho. A parte ainda pode recorrer.

De acordo com a sentença, Moisés Menezes abusou sexualmente de sua aluna, dentro de uma escola pública de Porto Velho, capital do Estado de Rondônia, em horário de expediente. O Fato ocorreu no final do mês de outubro do ano passado (2009).

Segundo a decisão, o professor fez um convite à vítima para participar de um número de mágica e a levou para uma sala de aula onde a despiu e a constrangeu com atos obscenos.

Para o magistrado, embora a defesa alegue que as provas são contraditórias e falhas, ficou demonstrado pelo Inquérito Policial, laudo psicossocial e psicológicos juntados nos autos, que o réu se aproveitou da confiança e da autoridade que tinha sobre a criança para cometer o crime.

Processo: 0101232-09.2009.8.22.0501

Fonte: Ascom/TJRO

Mais Sobre Polícia

Operação Canaã desarticula integrantes que invadiam e loteavam terras particulares em Rondônia

Operação Canaã desarticula integrantes que invadiam e loteavam terras particulares em Rondônia

O Governo de Rondônia por meio da 2ª Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), a qual integra o Departamento de Estratégia e Inteligência (D

Força Nacional começa a atuar no combate ao crime organizado no Amazonas

Força Nacional começa a atuar no combate ao crime organizado no Amazonas

Militares da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) deverão ser deslocados para o Amazonas, em apoio ao governo do estado, nas ações de combate