Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

Presídios federais já receberam 20 presos do RJ


 
Daniella Jinkings

Agência Brasil, Brasília – Desde o início da onda de violência no Rio de Janeiro, há duas semanas, o Sistema Penitenciário Nacional já recebeu 20 presos acusados de envolvimento em ações criminosas dos últimos dias. O Ministério da Justiça colocou à disposição do Rio 50 vagas, mas esse número pode ser aumentado caso o governo do estado considere necessário.

Os presos o Rio de Janeiro foram enviados para a Penitenciária Federal em Catanduvas, no Paraná. Enquanto isso, os traficantes que estavam presos lá foram removidos para a unidade federal em Porto Velho.

Entre os 13 presos levados para o Norte do país estão dois chefes tráfico: Marcio Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, e Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco. Além de Catanduvas e Porto Velho, novas transferências podem ser feitas para as penitenciárias federais de Campo Grande (MS) e Mossoró (RN).

Todos os presos suspeitos de envolvimento no tráfico do Rio estão em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). Por isso, ficam isolados em suas celas 22 horas por dia, sem contato com o exterior. Nesse regime, eles têm direito a visitas apenas de seus advogados, com os quais só podem conversar em parlatórios.

O ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, disse hoje (29) que o sistema prisional federal foi criado para ajudar os estados. “Nos últimos anos, o Ministério da Justiça se preparou para ajudar os estados e criou o sistema prisional federal para tirar de lá [dos estados] o criminoso que está tentando operar sua atividade criminosa de dentro do presídio.”

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O