Porto Velho (RO) sábado, 5 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

PF PRENDE 'HOMEM DA MALA'


Gente de Opinião

A Polícia Federal cumpre no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (23), quinze mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva, ordenados pelo juiz Sérgio Moro, na 38ª fase da Lava Jato, batizada de Operação Blackout, uma referência ao sobrenome dos alvos Jorge Luz e Bruno Luz, pai e filho, investigados por corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e outros crimes. 

Segundo revelou o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró em delação premiada, Jorge Luz é um dos principais e mais antigos operadores financeiros ligados ao PMDB e pagou propinas milionárias ao senador Renan Calheiros. Cerveró citou propinas no valor de US$6 milhões (equivalentes a quase R$20 milhões). Luz e o filho Bruno atuavam como facilitadores na movimentação de recursos indevidos pagos a integrantes das diretorias da Petrobras.

“O Jorge Luz era um operador dos muitos que atuam na Petrobras. Eu conheci o Jorge Luz, inclusive nós trabalhamos, também faz parte de uma propina que eu recebi, que faz parte da minha colaboração na Argentina. E foi o operador que pagou os US$ 6 milhões, da comissão. Da propina da sonda Petrobras 10.000, foi o Jorge Luz encarregado de pagar ao senador Renan Calheiros...”, afirmou Cerveró em seu depoimento.

"A simbologia do nome tem por objetivo demonstrar a interrupção definitiva  da atuação destes investigados como representantes deste poderoso esquema de corrupção", disse a PF. Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O