Porto Velho (RO) sábado, 5 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

MP apura uso indevido de veículos públicos


Integrantes da Administração Pública dos Municípios de Jaru, Theobroma e Governador Jorge Teixeira receberam do Ministério Público de Rondônia recomendação para que não utilizem veículos oficiais do Município em atividades particulares e/ou atividades que não sejam de estrito interesse público.

A recomendação, expedida pelo Promotor de Justiça de Jaru, Roosevelt Queiroz Costa Júnior, decorre de notícias de que a frota pública estaria sendo utilizada para fins particulares, especialmente nos finais de semana.

Por esse motivo, o MP também orienta que veículos oficiais não sejam utilizados nesses períodos, bem como em feriados e fora de horário de funcionamento das repartições públicas, exceto em atividades em que o interesse público exija prestação do serviço público de forma ininterrupta ou em sistema de plantão e sobreaviso.

Outra instrução é para que a frota não seja utilizada como meio de locomoção de casa para o trabalho e vice-versa. A prefeitos, secretários e presidentes de Câmaras dos três municípios, o Ministério Público recomendou que seja feita a identificação de todos veículos pertencentes à frota municipal, afixando-se adesivos com o nome do órgão e a expressão “Uso Exclusivo em Serviço”.

Fonte: Ascom MPRO
 

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O