Porto Velho (RO) sexta-feira, 10 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Justiça

Reeducandos conquistam vagas na Universidade Federal de Rondônia


Os presos necessitam de autorização judicial, expedida pelo juiz da Vara de Execuções Penais - Gente de Opinião
Os presos necessitam de autorização judicial, expedida pelo juiz da Vara de Execuções Penais

Dos 354 reeducandos do sistema prisional de Porto Velho que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem/2019), 19 conseguiram uma vaga na Universidade Federal de Rondônia (Unir). Os cursos escolhidos foram: geografia, filosofia, história, química, matemática, arqueologia, letras inglês, música, educação física e teatro.

Quatro reeducandas do Centro de Ressocialização Suely Maria Mendonça, três da Penitenciária Estadual Edvan Mariano Rosendo (Panda) , um do Presídio de Médio Porte (Pandinha) e 11 da Penitenciária Estadual Aruana conquistaram uma vaga na universidade e, para frequentar o curso escolhido, necessitam de autorização judicial expedida pelo juiz da Vara de Execuções Penais.

Para os reeducandos, as provas do Enem são aplicadas dentro de uma unidade prisional e em data diferente dos demais candidatos. No dia da prova, apresentam o curso que possuem interesse. Após a entrega dos resultados, a Secretária de Estado da Justiça (Sejus), por meio da Gerência de Reinserção Social (Geres), e o Núcleo de Ensino e Cultura ao Apenado (Nueca), realizam a inscrição do reeducando no curso solicitado.

O sonho em cursar o ensino superior vem despertando os reeducandos, prova disso, é que o número de candidatos do sistema prisional vem aumentado a cada ano.  De acordo com dados do Nueca, houve um salto no interesse dos apenados em participar do Enem entre os anos de 2017 e 2019.

Veja a relação de inscritos por ano na capital e interior:

2017:  288 inscritos (240 da Capital e 48 do interior)
2018: 595 inscritos (387 da Capital e 208 do interior)
2019: 711 inscritos (354 da Capital e 357 do interior)


Mais Sobre Justiça

Presidente Bolsonaro sanciona lei de combate à violência doméstica na pandemia

Presidente Bolsonaro sanciona lei de combate à violência doméstica na pandemia

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que prevê medidas de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher e à violência contra

MPF defende possibilidade de rever cálculo de precatórios devidos a servidores da educação e técnicos em RO

MPF defende possibilidade de rever cálculo de precatórios devidos a servidores da educação e técnicos em RO

O procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu a possibilidade de a Justiça rever erros materiais no cálculo de precatórios devidos a servido

MP deflagra Operação Ippon para combater uso de recursos públicos em reforma de imóveis particulares em Pimenta

MP deflagra Operação Ippon para combater uso de recursos públicos em reforma de imóveis particulares em Pimenta

O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Pimenta Bueno, deflagrou na última segunda-feira (06/07) a operação Ippon, visa

MPF aciona Justiça para cassar concessão de rádio e televisão do grupo de comunicação SGC, em Rondônia

MPF aciona Justiça para cassar concessão de rádio e televisão do grupo de comunicação SGC, em Rondônia

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil pública na Justiça Federal pedindo que a União seja obrigada a cancelar a concessão, permi