Porto Velho (RO) terça-feira, 24 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

Começa júri por 12 mortes no presídio Urso Branco


Teve início na manhã desta segunda-feira, 19, no plenário do 1º Tribunal do Júri de Porto Velho, o julgamento dos três primeiros réus acusados de participação em 12 mortes ocorridas durante uma rebelião no presídio José Mário Alves (Urso Branco), em abril de 2004. A sessão, presidida pelo juiz Ênio Salvador Vaz, começou com o sorteio de sete jurados, todos homens.

Estão sendo julgados José Raimundo de Jesus dos Santos, preso em Ariquemes; Márcio Viana da Silva, preso no Urso Branco e Raimundo Batista Valente, preso na Colônia Penal da capital. Logo no início do julgamento, o réu Márcio Viana foi retirado do plenário por determinação do juiz, pois tentava tumultuar os trabalhos. A acusação é feita pelos promotores de Justiça Ademir José de Sá e Júlio César Tarrafa. Além da Defensoria Pública, a defesa é feita também por advogados particulares.

Nesta primeira parte do julgamento, algumas partes do processo são lidas aos jurados e ao público, relembrando os fatos que ocorreram no interior do presídio há 9 anos atrás. As cenas de barbárie repercutiram em todo mundo, com corpos mutilados sendo jogados de cima de caixas d'água.


Júri ao vivo

A competência para julgamento de homicídios (crimes contra a vida) é do Tribunal do Júri, que decide pela inocência ou culpa do réus por meio do Conselho de Sentença, formado por sete pessoas escolhidas em meio à sociedade. Segundo o juiz Sérgio William Domingues Teixeira, da Corregedoria do Tribunal de Justiça, todo o júri é transmitido ao vivo pela internet por meio da página www.tjro.jus.br.

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O