Porto Velho (RO) domingo, 3 de julho de 2022
×
Gente de Opinião

Orlando Cavalcante Pereira da Silva Junior

O dia de hoje


O dia de hoje - Gente de Opinião

Nas minhas andanças pelo mundo já há muitos anos, sempre ouvi e ouço que o dia mais importante de nossa vida é o dia de hoje já que o ontem não posso alterar e o amanhã ainda desconheço.

Em outras linhas mais antigas escritas com a mesma sapiência de agora, já falei que em algum lugar, alguém lhe espera e, essa espera muitas vezes já ocorre há anos, podendo ser um, dois, quinze, dezesseis, dezessete ou dezoito.

Nada importa, a espera pode ser de anos, séculos, vidas ou quem sabe... hoje!

É pura verdade!

Então, vamos viver o nosso hoje com a intensidade de um beijo ou com o carinho de um olhar, ou até mesmo com o aperto de um abraço que, acredito, ser o aperto mais relaxante que podemos receber.

Brindemos o hoje como se o ontem não tivesse existido e o amanhã não chegará, de forma tão intensa que as paixões e os corações possam se fundirem em um ser só de um modo sem mistério e sem virtude, sempre fomentando o amor.

Você já se imaginou, andando sozinho, chutando latas e depois, ao levantar os olhos, tem alguém lhe olhando, lhe admirando e lhe esperando?

Olhe hoje para pessoas e nela veja as que você ama, venera, se inspira, transpira e inspira como sua alma gêmea, com carinho e ternura e que, se alguém estiver longe, cheguem bem pertinho os corações, as almas, as orações e as paixões.

E a noite, se houver luar, se imagine em uma praça, ganhando carinho nos cabelos, ficando na pontinha dos pés e roubando.

Hoje peça perdão pelos erros. Erros errados mesmo. Não os erros de boas escolhas – aqueles que você sabe que são errados porém que lhe darão prazer. Não peça perdão por amar de repente e ser correspondida.

Os anos passam, então via o hoje, Se dê presente, se ame, seja amada, de deixe amar sabendo que a vida não será um eterno mar de rosas e terá que encarar turbilhões, brigas, guerras, intrigas e toda a sorte de destemperos da vida.

Hoje você pode também chorar, pois o choro desopila o corpo e enaltece a alma, ainda mais se ela for gigante em um corpo pequenininho. Chore se tiver saudades de alguém que não estará longe porém perto para poder lhe aplaudir.

Sorria hoje, podendo sorrir agora ou de coisas boas passadas, pois o sorriso é uma unção, um prazer, um carinho e uma lembrança de alguém que está distante.

Muitas vezes, se cumprimentam com os olhares, um sabendo o que o outro quer, sem precisar falar nenhuma palavra.

Tenha tara, amor, rebeldia, carinho, ternura, bondade, benevolência, inspiração, reação, sonhos e lembranças boas de seus encantos e encontros com transbordamento de sonhos e vontades.

Ame em paz, como se o amor fosse ultrapassar muros e barreiras, pois o amor é uma coisa muito triste quando se desfaz. Então ame!

Já disse o poetinha Vinicius de Morais “Quem já passou por esta vida e não viveu pode ser mais, mas sabe menos do que eu, porque a vida só se dá pra quem se deu, pra quem amou, pra quem chorou pra quem sofreu. ”

Então hoje, vida pois “quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada não.

Viva a vida!

Gracias a la vida que me ha dado tanto!

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Orlando Cavalcante Pereira da Silva Junior

Coração de porcelana

Coração de porcelana

Sou um curioso em relação a leilões embora participei de poucos e não dei muita sorte na empreitada – comprei um cavalo americano que morreu após um

Resistência e força

Resistência e força

Em meus momentos de quarentena, resolvi falar sobre resistência, perseverança, força e amor.

Mistura mais que perfeita, escrita por dois corações

Mistura mais que perfeita, escrita por dois corações

Hoje completamos a maioridade e com ela vem a responsabilidade, digo, o prazer em continuar fazendo um do outro um ser mais feliz e pleno.Que bom ac

Serumanozinha

Serumanozinha

Li algumas vezes que não somos nós que escolhemos as pessoas que amamos e sim somos escolhidos de forma que, trocam-se olhares, chamegos, afagos e c