Porto Velho (RO) segunda-feira, 11 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

Eleições 2018: Rejeição histórica de mulheres


Eleições 2018: Rejeição histórica de mulheres - Gente de Opinião

247 – As eleições deste ano trazem um novo dado para análise de especialistas: nos últimos 24 anos, homens e mulheres nunca votaram de forma tão diferente, nem quando o Brasil elegeu Dilma Rousseff Presidente da República, muito menos quando duas delas lideravam a corrida presidencial. Portanto, a disparidade de gênero no voto jamais foi tão acentuada quanto agora, 2018.

De acordo com análise de pesquisas eleitorais das duas últimas semanas de campanha, em todas as eleições presidenciais desde 1994, feita pelos jornalistas Renato Cafardo, Cecília do Lago e Daniel Bramatti, no Estado de São Paulo, o “que ocorre em relação a Jair Bolsonaro (PSL) atualmente é de fato um ponto fora da curva. Segundo a última pesquisa Ibope, o deputado e militar da reserva tinha 36% das intenções de voto entre os homens e 18% entre as mulheres. Ou seja, o dobro de apoio no eleitorado masculino. Em cada três de seus eleitores, apenas uma é mulher (66% contra 33%)”.

Nos 24 anos anteriores, as maiores discrepâncias na votação por gênero haviam ocorrido em 1994 e 2002, quando a composição do eleitorado de Luiz Inácio Lula da Silva chegou a ser 55% masculina e 45% feminina. Na reta final da campanha de 2014, quando Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (então no PSB) chegaram a ficar brevemente em primeiro e segundo lugar, ambas tinham a mesma composição em seus eleitorados: 53% de mulheres e 47% de homens, revela os jornalistas.

Veja Mais

Mais Sobre Eleições 2018

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Nesta quinta-feira, 8 de novembro, acontecerá a votação para eleger a nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais de Ron

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) atacou a Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, 29, em entrevista ao Jornal Nacional; em discurso acalorado, Bo