Porto Velho (RO) quarta-feira, 25 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

VISÃO PANORÂMICA: Tivemos que renascer das cinzas!


Durante muitos anos, depois que saímos da tutela da União e deixamos de ser um território federal para nos transformarmos em mais um estado brasileiro, tivemos até um retrocesso com respeito ao crescimento e investimentos público nas áreas que lhe dizem respeito. Até mesmo depois do nosso estado se estruturar e aumentar paulatinamente a arrecadação de impostos, não observamos o devido retorno na educação, saúde, segurança e etc. E o que mais me deixou chateado, foi ter que votar em todas as eleições para o executivo, e principalmente para o legislativo com uma certa esperança e sempre ficar frustrado com as atuações pífias e até "vergonhosas" dos nossos políticos, para não dizer coisas piores.

Hoje já consigo enxergar uma luz no fim do túnel. Como diz aquele velho ditado: "Depois da tempestade vem a bonança!". Pois é, após a passagem de um furacão pelo nosso querido estado, todo o país pôde ver através da mídia nacional e até internacional, a podridão política em que estávamos atolados. Nestes momentos terríveis de nossa história, houve até ameaças de uma intervenção política em nosso estado, porém ao meu ver, foi mais uma tentativa fracassada dos nossos políticos vizinhos para nos desmoralizar mais ainda.

 Como eu disse, tivemos as nossas entranhas abertas e expostas ao público. O povo desta vez reagiu com firmeza e sabedoria, exigindo uma apuração justa de todos os fatos delituosos, praticados por todos os envolvidos. Graças a Deus tivemos uma resposta quase que imediata do Ministério público e da Justiça e conseqüentemente da Polícia Federal, fazendo uma devassa em todos os poderes constituídos do estado, recolhendo provas e prendendo os que tinham indícios de haverem cometido corrupção. Logo em seguida, tivemos a oportunidade de fazermos uma peneira e separarmos o joio do trigo, através do plebiscito maior.

O estado de Rondônia passou por uma espécie de depuração política e eu não posso dizer que vive o ideal hoje, porém esta muito melhor que antes. Sem querer fazer média com ninguém, a execução de obras públicas pelo estado com recursos próprios nunca foi tão substancial como agora. O sentimento de transparência do que estão fazendo com a coisa pública pelo cidadão rondoniense, tem aumentado significativamente. A atenção do Governo Federal para com o nosso estado, através de grandes obras com recursos da União (construção de pontes, usinas hidrelétricas e etc...), só vem confirmar o incremento do nosso prestígio político e moral perante a sociedade brasileira.

Enfim, depois de imitarmos a mitológica fênix e tal qual ela, renascermos das cinzas, vivemos hoje momentos de relativa esperança em dias melhores. E se caso o navio chamado Rondônia começar a fazer água, já conhecemos o caminho das pedras para mudarmos o rumo da nossa história: O voto!

Um grande abraço e até a próxima oportunidade.              

Máximo Nobre nobreseis@hotmail.com

Mais Sobre Opinião

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Até o momento, ao que tudo indica, parece que a definição sobre quem será o próximo prefeito ou prefeita de Porto Velho é “favas contadas”. O atual

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Recebi de um amigo um vídeo em que o candidato à prefeitura de Porto Velho, Vinicius Miguel - em quem votei no primeiro turno da eleição de domingo (1

Os náufragos de 2020

Os náufragos de 2020

Não foi apenas o presidente Jair Bolsonaro que saiu perdendo nas eleições municipais de 2020. A esquerda foi massacrada nas urnas. Exemplo disso é o

O recado das urnas

O recado das urnas

A renovação substancial da Câmara Municipal de Porto Velho, além da decepção causada a muitos dos que atualmente exercem mandato de vereador, há de