Porto Velho (RO) sexta-feira, 23 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Top of de Mind O Estadão do Norte, uma feliz iniciativa


A pesquisa Top of Mind O Estadão do Norte/IPESO sobre as marcas mais lembradas de Porto Velho é uma iniciativa que merece todo apoio por levantar uma necessidade do mundo moderno que, no Brasil, é muito esquecida: a de cultivar o valor das marcas. Embora os exemplos de marcas, como as da Coca-Cola ou da Windows, sejam uma mostra do valor intangível dos símbolos é um fato comprovado que, em nosso país, a criação e o cultivo de marcas e de patentes ainda é um setor bastante descuidado e sem o investimento que deveria ter. Por esta razão a inovação e a iniciativa do Estadão do Norte deve ser apoiada para que, cada vez mais, haja o cuidado e a atenção com a construção de marcas num estado de uma região como a Amazônia que, por si mesmo, é uma marca mundial.

Veiculada na última quinta-feira como encarte do jornal diário com um sub-título “Na ponta da língua, Confira os nomes mais lembrados de Porto Velho” tendo como jornalista responsável o sempre competente Antônio Pessoa, a revista com os resultados da pesquisa Top of Mind O Estadão, aponta que, em certos setores, os resultados corresponderam ao que é voz comum, como são os casos, por exemplo, dos destaques da Romanel e da Roberto Simon, em jóias; em perfumes, O Boticário e Água de Cheiro; em calçados, Milani e Di Santini; em padarias, Nordeste e Roma; em distribuidoras, Coimbra e Atacadão; em supermercados, Gonçalves e Irmãos Gonçalves; em Pizzaria, Bella Pizza e Fiorella; em fast food, Bob’s e Mc Donald’s; em cervejas, Crystal e Skol; em sorvetes, Dullim e Kibom; em papelaria, Prisma e Líder; escolas particulares, Classe A e Objetivo; em móveis e eletrodomésticos, Gazin e City Lar; em material de construção, Alfa e Ronsy; em hospitais, 9 de Julho e Central; em plano de saúde, Unimed e Ameron; em bamcos, Banco do Brasil e Bradesco; em televisão regional, Rondônia e Allamanda; rádios, Transamérica e Parecis; TV por assinatura, Sky e Via Embratel, Óticas, Diniz e Especialista; Veículos, Saga e Autovema; academias, Mahatama e Win e farmácias, Farmabem e Econômica, entre outras que se destacaram na pesquisa. Que, aliás, foi feita com uma amostra de 600 entrevistados com uma margem de erro de 4%, o que é muito representativo do universo.

Se os resultados acima não surpreendem o mesmo não se pode dizer, por exemplo, da Churrascaria Boi na Brasa ser mais lembrada que a tradicional, e de excelente conceito, Paraná, ou o fato de, em Porto Velho, o refrigerante Dydyo ter um recall maior do que o da Coca-Cola. É claro que não se duvida dos dados, mas, são indicativos reveladores de que estas empresas desenvolveram algum tipo de marketing que a tornaram mais lembradas espontaneamente, um mérito indiscutível de suas estratégias. O importante é que a iniciativa do jornal O Estadão avança num setor que é preciso que se dê mais atenção, não só em nosso estado, como no país. Só por incentivar a preocupação com as marcas a pesquisa já mereceria os parabéns, mas, é preciso que, o que, hoje, é pontual se torne uma tradição para que se criem marcas rondonienses, um grande valor intangível que é mais do que imprescindível cultivar. Uma boa marca é por si mesmo um grande ativo financeiro no mundo atual.


(*) É doutor em Desenvolvimento Sustentável pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da UFPª e professor da UNIR.

Gente de Opinião Gente de Opinião

Fonte: Sílvio Persivo - silvio.persivo@gmail.com
Gentedeopinião / AMAZÔNIAS / RondôniaINCA / OpiniaoTV / Eventos
Energia & Meio Ambiente
/ YouTube / Turismo / Imagens da História

Mais Sobre Opinião

O bom do silêncio

O bom do silêncio

Bolsonaro disse que não adianta exigir dele a postura de estadista, por que não é estadista.

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.