Porto Velho (RO) quinta-feira, 3 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

Serviço público X Salário X Confrontos


Serviço público X Salário X Confrontos  - Gente de Opinião
Confesso que não tenho o mapa brasileiro dos reajustes salariais por Estado. No entanto, fiquei sabendo, de boca e ouvido, que na Região Amazônica, apenas e até agora somente Rondônia concedeu reajuste. Em Goiás, jornal do O Popular do dia 5, pagina 13 , coluna do jornalista Jarbas Rodrigues Jr. diz:” Sefaz descarta reajuste para servidores neste ano”. Conversei com motorista de táxis sobre o assunto. Ele me disse – “lógico, todo mundo sabe do rombo do Estado, como é que o Marconi poderia dar aumento?”.

O fim de semana em Rondônia foi tormentoso. Mais uma manifestação de policiais militares, coisa que a lei não prevê e nem assegura direitos. Uma sublevação sem pauta definida. Porque tudo já se havia acordado e assegurado. E o Governo não pode aceitar a desguarnição da sociedade. O movimento foi localizado em Porto Velho. E exaustivamente negociado, até mesmo além do limite do possível, com imensa paciencia e prudência. Com participação de parlamentares mediadores, o que foi inteligente e importante. Creio que chegou ao fim.

A Assembléia Legislativa aprovou o Projeto de Lei na última sexta-feira. Agora, o esforço do governo, para honrar o compromisso da folha de salários em dia, conforme fiz agenda em janeiro. E de agora em diante, o trabalho será concentrado na construção de um modelo seguro e duradouro de Plano Carreira e Cargos e Salários. Já iniciado e que terá, em todas as Secretarias e órgãos públicos o mesmo cenário e nomenclatura, o do merecimento, da avaliação de desempenho e controle. E o do pagamento diferenciado. A base é o modelo mineiro que tem agradado governo e servidores.

Para cobrir a despesa do plano coletivo, devo extinguir cargos comissionados, ao limite mínimo e razoável, enxugar a máquina, cortar gastos, retirar gorduras de onde tiver porque a Lei de REsponsabilidade Fiscal é dura com folha de pagamentos. Tem limites determinados. Caso não cumpra o Estado é penalizado. Deixa de receber dinheiro federal. Deixa de contrair empréstimos. Enfim, vai pra lista suja. Além do penoso desserviço com demissões.

Creio que o meu governo, neste início de atividade, tem cumprido à risca com os seus compromissos e dos outros também, com pagamentos de dívidas elevadas que recebi de herança e estou honrando. Desta forma, serenado os ânimos, conclamo a todos a retomada da rotina, a pacificação de nossas vidas e o de reassumir a plenos pulmões os nossos compromissos com o povo rondoniense. Ainda mais na segurança pública, a nossa, tão frágil e amargando ainda duros números da violência, não dá e nem o bom senso aceita o enfraquecimento das ações policiais.

O mundo está meio rodado. Basta ver países ricos, europeus, Portugal, Grécia, Inglaterra, Irlanda, e mais outros mundo afora, na maior crise, recorrendo a empréstimos do FMI e outros bancos multilaterais, cortando gastos, na carne, greves coletivas de insatisfações, corte de direitos adquiridos, choro e dor. No entanto, este é o rosário de todos aqueles que não cumprem com suas obrigações govenamentais, que são generosos demais, que jogam pra torcida e arrombam os cofres do Estado. Então, devemos colocar as barbas de molho, para mais tarde não rangermos os dentes.

Fonte: Blog do Confúcio
 

Mais Sobre Opinião

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O TRIBUNAL EUROPEU (TEDH) DÁ ANDAMENTO À  QUEIXA “ACÇÃO CLIMÁTICA” DAS CRIANÇAS PORTUGUESASNo rescaldo de Pedrogão Grande onde o Fogo matou 110 Pessoa

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Acirra-se a briga pela presidência da Câmara Municipal de Porto Velho. O atual presidente Edwilson Negreiros está articulando um grupo forte para gara

Sua Excelência a abstenção

Sua Excelência a abstenção

Independente de quem saía consagrado das urnas no segundo turno do pleito para a prefeitura de Porto Velho (Hildon Chaves ou Cristiane Lopes), certo

A cidade foi a grande ausente no debate

A cidade foi a grande ausente no debate

Se o Ibope estiver certo em sua aferição, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) vai permanecer por mais quatro anos no comando do município de Porto Velho