Porto Velho (RO) sábado, 12 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Opinião

Se o governo Bolsonaro é um “desastre”, o que dizer dos governos Lula e Dilma?


Se o governo Bolsonaro é um “desastre”, o que dizer dos governos Lula e Dilma? - Gente de Opinião

Ao saudar o retorno de um “ex-companheiro” aos quadros do partido, em matéria publicada no jornal eletrônico Tudo Rondônia, a senhora ex-senadora petista Fátima Cleide aproveitou para espinafrar o governo do presidente Jair Bolsonaro, o qual chamou de “desastre ético, moral, político...”, colocando a administração do governador Marcos Rocha no mesmo patamar.

Se o governo Bolsonaro é tudo isso que disse a senhora ex-senadora, que adjetivo, então, usar para qualificar as administrações do ex-presidente Lula e da ex-presidente Dilma? E o que dizer, ainda, da passagem do PT pela prefeitura de Porto Velho. Em ambos os casos, acho que desastre seria um termo, digamos, suave, diante dos arreganhos amplamente divulgados pela mídia nacional e local.

Vê-se, na matéria, também, que a senhora ex-senadora estava mais preocupada em detonar o governo do Bolsonaro e exaltar o ex-presidente Lula, que se esqueceu completamente de mencionar eventuais qualidades do novo filiado, não indo além do verbo saudar. Aliás, do novo integrante, só apareceu, mesmo, a foto.

A senhora ex-senadora disse que o julgamento do ex-presidente Lula foi uma fraude, o qual considera inocente. Bem, até onde se sabe, o ex-presidente Lula não foi declarado inocente nem aqui nem na China. O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu anular as condenações de Lula por que entendeu que a 13ª Vara de Curitiba não tinha competência para processar e julgar o petista, mandando os processos para a Justiça do Distrito Federal. Isso não quer dizer que ele não venha a ser condenado ou inocentado. É só uma questão de tempo.

A senhora ex-senadora acredita que 2022 será o ano da redenção do PT. Desde que o PT deixou o comando da política nacional, o partido vem descendo a ladeira. Para alguns, já bateu no fundo do poço. Prova disso pode ser observado no desempenho do candidato do partido na eleição para a prefeitura de Porto Velho, em 2020, que chegou em oitavo lugar, conquistando sete mil e sessenta e nove votos.

Mais Sobre Opinião

“O caçador de marajás”

“O caçador de marajás”

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, convocou a imprensa, na manhã de quinta-feira,10, para dizer que denunciou ao Ministério Público de Rondôn

DIA DE PORTUGAL - Dia de Camões e das Comunidades Portuguesas + No Purgatório com o Covid-19 + Dados sobre a Igreja carólica

DIA DE PORTUGAL - Dia de Camões e das Comunidades Portuguesas + No Purgatório com o Covid-19 + Dados sobre a Igreja carólica

DIA DE PORTUGAL - Dia de Camões e das Comunidades Portuguesas Reaprender a ser portuguêsDe celebração em celebração vamos empacotando os símbolos vivo

“Se eu não roubar, vem outro e rouba”

“Se eu não roubar, vem outro e rouba”

No Brasil, tornou-se lugar comum admitir que, se um político ou dirigente público for apanhado com as mãos sujas no erário, ao invés de merecer a de

Vacinação a passos de cágado

Vacinação a passos de cágado

O mapa da vacinação fala por si só. Rondônia é o estado que menos vacinou contra a covid-19. Uma lástima! Em nível municipal, a situação vai de mal