Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Padilha já virou um fósforo queimado


Gente de Opinião

Demitir Padilha talvez não seja a melhor solução para Temer. Ele se livra de um problema, afasta a Lava Jato do Planalto, mas perde um articulador para a reforma da Previdência e outras tarefas tão fétidas quanto. Quebra, ainda, a sua própria determinação de que ministro só seria afastado se virasse réu e reconhece que pesa sobre Padilha uma suspeita de alta gravidade.

Mas, por outro lado, isso ajuda a sua narrativa de que a parte do dinheiro que lhe coube não teve mutreta como a de Padilha. É uma forma de ficar de mal com o seu homem-forte. Separar o joio do trigo.

Não demitir Padilha, no entanto, é ainda pior. É continuar convivendo no núcleo do poder com um ex-homem forte que virou um fósforo queimado perante a opinião pública.

Ele foi desmascarado. Antes eram só os políticos, agora toda a população sabe como ele age nas sombras. Toda negociação que fizer estará sob lupa e sob suspeita.

Quanto mais Padilha continuar ao lado de Temer, mais vai contaminar todo o governo.

O menos traumático seria o próprio Padilha tirar o time de campo e voltar a disputar o campeonato estadual gaúcho. Deu pra ti.

Mais Sobre Opinião

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual