Porto Velho (RO) sábado, 5 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

Opinião: Confúcio traiu trabalhadores em educação



 
 

Em seus discursos no período de campanha eleitoral ele prometeu que no primeiro mês de governo iria modificar toda estrutura para construção de uma NOVA SEDUC mas o que continua é a VELHA SEDUC.

Por Prof. Victória Bacon

O governador Confúcio Moura, parece ter esquecido de suas promessas de campanha em relação à classe que mais o apoiou durante as eleições 2010 para o governo de Rondônia: Os estudantes, professores e trabalhadores em educação..

Umas das reivindicações debatidas durante as entrevistas e debates envolvendo o atual governador, foi a questão da administração da SEDUC no período do governo Ivo Cassol. O mesmo, inúmeras vezes, criticou a estrutura política, administrativa e pedagógica da SEDUC. Indagado em debates e entrevistas, inclusive uma realizada por mim na rádio Tranzamazônica FM na presença de Miguel Montes que realizou a intermediação, o próprio governador que na época era candidato, afirmou mudança drástica e emergencial em toda estrutura da SEDUC. Estas promessas foram confirmadas nos debates realizados na TV Rondônia, SGC Rondônia e TV Candelária e nos jornais escritos tanto eletrônicos quanto impressos durante os três meses de campanha eleitoral.

Porém, o lado desumano e traidor do atual governador começa a aparecer. No Diário Oficial do Estado de 14 de janeiro, o mesmo mantém na atual estrutura da SEDUC como diretores e gerentes, pessoas ligadas aos governos Cassol e Cahúlla. Se a estrutura desta tão importante secretaria vai tão mal, (creio eu, muito pior que a atual situação da saúde) então por qual razão manter pessoas ligadas a anterior gestão como chefes e gerentes na atual SEDUC? Complicado entender não é?

Enviei vários e-mails ao governador e ao seu blog, cobrando estas mudanças que não se efetivaram e não recebi nenhuma resposta. Sinal de sua covardia em fugir das graves situações que afligem o Estado de Rondônia e tentando estupidamente empurrar a outros governos a culpa ou decretar estados de calamidade, típico de político sem nenhum planejamento ou programa de governo.

Sabemos que Confúcio Moura empurrou sua vitória a nossas goelas por falta de opção ou veemência em acreditar que o menos ruim, poderia governador melhor do que o mais péssimo. O homem não tinha nenhum plano de governo, nenhuma estrutura governamental e sequer projetos para a educação durante seu primeiro e se Deus quiser único mandato. A escolha do secretário de educação, engenheiro Elarrat que não tem nenhum envolvimento com o universo educacional, prova disto está em seu curriculum, fora escolhido de forma apressada, bem como sua adjunta que atua há anos no SEBRAE como diretora de informação. Há dezenas de nomes que vão desde gerentes até diretores de escola que estão sendo mantidos e assim desrespeitando todos os que acreditavam neste atual governo que aos poucos derruba sua máscara.

Eu mesma estive em reunião com o governador em 23 de novembro numa casa provisória nas proximidades da Rua Quintino Bocaiúva quando o mesmo já era o governador eleito para apresentá-lo diagnóstico das escolas estaduais a pedido do próprio. Ao tomar conhecimento do material de pesquisa que tenho, traçando nível do IDEB, do ENEM e de aprovações em vestibulares, concursos e evasão escolar o governador ficou escandalizado com o que viu r ouviu. Escolas na capital e interior onde diretores estão há mais de uma década na direção e que acabaram deteriorando a estrutura física e intelectual destes estabelecimentos, receberam de brinde mais um tempo em seus tronos, bem como os representantes de ensino que ainda continuam zombando dos professores e trabalhadores que atuaram na campanha e votaram para Confúcio Moura, estes mesmos representantes foram também premiados a continuarem nos cargos perseguindo professores e servidores. O governador que já tinha afirmado compromisso com a educação afim de mudar este diagnóstico que afunda o sistema educacional rondoniano, reafirmou-me que iria dirigir toda sua atenção a melhoria da SEDUC e do sistema como um todo.

Aproximando seu primeiro mês de gestão, o governador sequer enviou projeto para Assembléia afim de tentar amenizar estas situações vexatórias na SEDUC e no sistema.

O seu maior pecado com certeza é o de continuar apoiando-se em pessoas ligadas ao outro governo. Pessoas inclusive que perseguiram quem trabalhou a favor dele na campanha e foram premiadas com a continuação ou a melhoria de seus cargos. Vejam no Diário Oficial e comprovem a vergonha, a falta de respeito para quem os apoiou e a desmazela em tratar a educação como coadjuvante em sua política de estado. Pessoas com auto grau de conhecimento na educação que o apoiaram nos 52 municípios foram esquecidas pela hipocrisia deste homem que infelizmente chegou a ser governador para minha vergonha e dos mais de 400 mil eleitores seus.

A prova maior está nos números da educação no município de Ariquemes quando ele foi prefeito, porém estes dados vou debater no próximo artigo, pois vai longe este debate do descaso do governador Confúcio com a educação, o tempo dirá por si. Até a próxima mazela confusa;

E-MAIL: [email protected]

 

Mais Sobre Opinião

Eleição para a mesa diretora da Câmara – grupo dos 14 continua unido

Eleição para a mesa diretora da Câmara – grupo dos 14 continua unido

A escolha da futura mesa diretora da Câmara Municipal de Porto Velho acontecerá no dia 1 de janeiro do ano que vem, mas as articulações de vereadore

Agora que a eleição acabou é hora de mostrar serviço

Agora que a eleição acabou é hora de mostrar serviço

Agora que as urnas tiveram a sua voz silenciada pelo término da contagem dos votos ali recolhidos na consulta popular de novembro – um trabalho, dig

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O TRIBUNAL EUROPEU (TEDH) DÁ ANDAMENTO À  QUEIXA “ACÇÃO CLIMÁTICA” DAS CRIANÇAS PORTUGUESASNo rescaldo de Pedrogão Grande onde o Fogo matou 110 Pessoa

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Acirra-se a briga pela presidência da Câmara Municipal de Porto Velho. O atual presidente Edwilson Negreiros está articulando um grupo forte para gara