Porto Velho (RO) sábado, 5 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

Opinião: As nocivas práticas políticas e uma nova oposição


Acredito que a sociedade brasileira através da imprensa e das redes sociais está podendo avaliar com total clareza, imparcialidade e comoção o triste momento político que atravessamos, onde todas as políticas públicas da era do governo PT foram e estão sendo destruídas, causando prejuízos sociais e provocando vinte anos de atrasos para o Brasil.

Apesar de muita mídia enganosa, produzida a partir das ilusões populistas ou das simples perspectivas dos programas, como exemplo o PAC, cujas obras estão paralisadas e parte, transformadas em verdadeiros elefantes brancos, já que no meio do caminho, os recursos foram desviados, os programas desvirtuados para os interesses mesquinhos e covardes dos partidos da base aliada, criando um governo corrupto e tão nocivo à sociedade, quanto foi à era dos governos de exceção militar.

Os governos da era PT, em troca das suas governabilidades, praticam uma perigosa forma de Estado, que ultrapassou a linha da ética, e joga a “Nação” em um regime de governo o qual tenho denominado de “Estado Corrupto de Direito”. (Aliciaram partidos (Legislativo) num esquema corrupto sem saída e cuidaram de nomearem ministros das Supremas Cortes (Judiciário) sem qualquer critério ético e jurista, formando um Brasil da plena impunidade).

Já foram cinco ministros de estado degolado (pela imprensa), demitidos por fortes indícios de corrupção ativa,(Palocci, Alfredo, Novais, Rossi e Orlando), um ex-ministro acusado formalmente pelo Procurador da República, de criminoso e autor de uma “Quadrilha Política/Partidária”. Uma ministra vergonhosamente protegida pelos milhões de propina em envelopes na Casa Civil em pleno período eleitoral, grana vinculada pela imprensa, tendo como origem, a compra de remédios para combater o H1N1, lá no ministério da saúde.

Continuamos assistindo a imprensa brasileira trazer a luz das manchetes, mais três novos ministérios com focos claros de corrupções, ou seja, Ministério do Trabalho, Ministério das Cidades e Ministério da Saúde, cujos casos e denúncias são tratados de forma perigosa pelo aparato fiscalizador, sempre buscando acobertar as tais maracutaias. É bom deixar claro e registrado que o atual governo cuida com muita maestria de jogar o manto da impunidade nas denúncias e servir aos esquemas partidários nomeando sem qualquer critério novos ministros, com uma clara afronta ao Estado Democrático e principalmente, a ética, base de uma sociedade civilizada.

Lutamos contra a ditadura militar, usamos as massas populares para abrir os atuais caminhos de democracia e liberdade e agora, vergonhosamente estamos assistindo legendas partidárias que outrora foram instrumentos de conquistas sociais, todas da base aliada, sendo usadas vergonhosamente como objeto de barganhas de cargos, ministérios e esquemas criminosos com recursos federais. Neste contexto criminal de subserviência corrupta estão sindicatos, federações, ONG, Movimentos Sociais e até Artistas. Esse atual regime corrupto só tem se sustentado, infelizmente pelo apoio em troca de dinheiro corrupto injetado nessas entidades ligadas aos movimentos sociais, repito, nocivo e destruidor dos alicerces do progresso e das bandeiras de avanços sociais.

A base aliada ignora os fatos, mascaram as suas mazelas de corrupção e o governo do PT teima em legitimar o seu “Estado Corrupto de Direito” em troca de uma governabilidade. O atual governo nunca demitiu ninguém e jamais usou a caneta da ética para mandar punir um único membro acusado de corrupção. A faxina tem sido feita única e somente pela imprensa competente.

A história sempre cobrou dos governos dissimulados, fascista, ditador, sanguinário e principalmente corrupto a conta das suas mazelas, atrocidades sociais e humanitárias. É preciso deixar registrado a atual era corrupta e provocadora de tantas mazelas, como tem sida a do PT e aliados.

Bom, os indicadores sociais e as pesquisas provam que não existiu os tais avanços propagados, em uma década de “progresso e corrupção” da era PT. Só avançamos um (1) ponto segundo os indicadores internacionais e a própria ONU. Voltamos a conviver com o medo da infração, a pobreza foi trocada por miséria, as drogas destruindo lares e matando jovens e todos os brasileiros estão sendo vítimas da violência em grau de epidemia, sem falar, de uma saúde pública na UTI dos descasos, ressaltando a nossa educação capengando em erros atrás de desencontros e as nossas rodovias federais destruídas, abandonadas e matando como nunca. As drogas, a violência e as estradas, juntas, matam 130 mil cidadãos todos os anos e ainda querem falar em avanços. O único avanço visto é o dinheiro corrupto em ONG, empreiteiros, caciques partidários, líder social, todos ligadas a partidos e grupos sociais de esquerda, que trocaram a lealdade e ética pelo Brasil, por elogios aos atuais caciques, repito, em troca de grana corrupta.

Até agora, mesmo com as denúncias da imprensa, inquéritos da Procuradoria Geral da República e as investigações da polícia federal, (com suas cinematográficas operações), tudo foi abafado e não se tem notícias de um único tostão devolvido aos cofres públicos e um único cacique partidário do PT e ou da base aliada condenado e preso por corrupção, além do uso da administração pública federal para interesses pessoais e partidários. Estão tampando o sol obscuro e vergonhoso da corrupção com as suas peneiras covardes da impunidade, subjugando a massa popular com os atuais serviços públicos de saúde, segurança e rodovias federais de “péssimas qualidades”. Assistimos uma era de vergonha e impunidade sem precedentes em nossa história republicana.

A inflação já alcançou os salários das massas trabalhadoras com os constantes reajustes dos serviços de energia elétrica, transportes públicos, vestuário, saúde, aluguel, prestação da casa própria e alimentação. A atual carga tributária repassada para os consumidores, além dos ajustes das tarifas dos serviços públicos e das concessionárias, acima da inflação, degolou o poder de compra de todos que compõem a massa de trabalhadores e pequenos empresários. As classes médias e altas recorrem as suas poupanças e economias para tentar vencer a atual crise, mas, sem um norte governamental.

O perigo é que o atual grupo que manda no Brasil passou 7 anos roubando o erário federal, as obras e serviços estão paralisadas, as que estão sendo terminadas estão superfaturadas (Ponte Rio Negro), custo inicial R$ 600 milhões, término da obra do PAC na ordem de R$ 1,090 Bilhão. Mais grave ainda, é que o Brasil é um novo TITANIC, gigante pela própria natureza e capacidade econômica, porém, governado pela arrogância da esquerda, governado pelo regime “Estado Corrupto de Direito” e sem um rumo certo, sem uma plataforma social consistente, sem uma ideologia nacionalista ética. Vivemos de discursos populistas, mídia mentirosa e indicadores sociais cada vez mais perigosos em comparação ao crescimento populacional.

Em uma década subimos apenas um percentual no IDH e crescemos dois dígitos em população, ou seja, regredimos. (Não adianta barbudo ficar nervoso, a corrupção impediu o crescimento do Brasil. Isso é fato. Os discursos populistas, sem um regime sério de governo, causam mais males, de que resultados sociais positivos e eficientes aos brasileiros.) Aí está à resposta do tempo, crescemos só um ponto no IDH na era do PT e a mídia e discursos vazios governamentais falavam em 10 a 20 pontos no IDH. Não houve desenvolvimento algum, por isso tanta violência, mortes nas rodovias federais, mazelas urbanas, pobreza e corrupção.

É certo que a coisa só não esta pior, em razão do Brasil ter a maior carga tributária direta e indireta do mundo (o cidadão brasileiro, paga impostos até três vezes sob o seu único salário). Esse efeito cascata de impostos na fonte, sobre os produtos, sobre os bens consumidos, sobre os serviços de luz, água, telefonia, transporte, e, alimentação, saúde e educação, já se vão quase dois (2) trilhões em impostos pagos aos cofres públicos todos os anos, aniquilando o poder de vida e compra dos contribuintes.

Parte da sociedade organizada teima em apoiar o errado e com isso, assistiremos o atual grupo político continuando a inventar uma governabilidade a base de mais corrupção e troca de favores imorais. Assistiremos uma base aliada se defendendo dos fatos e as atuais acusações de roubo do erário. Pior é assistirmos o governo do PT engenhando formas para abafar as maracutaias, suas e dos aliados.

A pouca oposição precisa melhorar as suas plataformas. Precisa apresentar caminhos seguros para levar o Brasil à retomada do desenvolvimento sustentável. A oposição precisa apresentar uma nova formula econômica, assim como fizeram para acabar com a inflação (Plano Real), já que o capitalismo e o liberalismo massacrou a economia mundial e está com os dias contados. A oposição no Brasil precisa apresentar um novo regime político que seja capaz de garantir a governabilidade ao assumir o poder, combatendo a impunidade e este atual “Estado Corrupto de Direito”.

Que fique bem claro, que no Brasil, o atual regime governamental de esquerda do PT, literalmente faliu pelos seus próprios modos corruptos e operantes, assim como o sistema capitalista mundial, (elevou a dívida pública brasileira em 8 anos de R$ 50 bilhões para R$ 1,8 trilhão de reais), destruindo o trabalho, a indústria e o comércio (juros anuais de até 158%) e as conquistas socais no Brasil e da humanidade.

Graças às redes mundiais (internet) o planeta ficou realmente globalizado e bem próximo dos fatos. O novo cidadão globalizado tem acompanhado os fatos, vendo de forma crítica, que os atuais regimes e sistema estão sim, com os dias contados, assim como os regimes autoritários do oriente médio, que caem um a um, sob a força democrática do povo nas ruas e praças da democracia, tudo contra a opressão, corrupção e agiotagem mundial.


Fonte:: João Serra Cipriano - Email: [email protected]

 

Mais Sobre Opinião

Eleição para a mesa diretora da Câmara – grupo dos 14 continua unido

Eleição para a mesa diretora da Câmara – grupo dos 14 continua unido

A escolha da futura mesa diretora da Câmara Municipal de Porto Velho acontecerá no dia 1 de janeiro do ano que vem, mas as articulações de vereadore

Agora que a eleição acabou é hora de mostrar serviço

Agora que a eleição acabou é hora de mostrar serviço

Agora que as urnas tiveram a sua voz silenciada pelo término da contagem dos votos ali recolhidos na consulta popular de novembro – um trabalho, dig

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O TRIBUNAL EUROPEU (TEDH) DÁ ANDAMENTO À  QUEIXA “ACÇÃO CLIMÁTICA” DAS CRIANÇAS PORTUGUESASNo rescaldo de Pedrogão Grande onde o Fogo matou 110 Pessoa

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Acirra-se a briga pela presidência da Câmara Municipal de Porto Velho. O atual presidente Edwilson Negreiros está articulando um grupo forte para gara