Porto Velho (RO) quarta-feira, 21 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Opinião

Onde Lula e o PT erraram? Por Professor Nazareno


Onde Lula e o PT erraram? Por Professor Nazareno - Gente de Opinião

Onde Lula e o PT erraram? Por Professor Nazareno

Professor Nazareno*

O ex-presidente Lula está preso já há mais de uma semana nas dependências da Polícia Federal em Curitiba. Pela segunda vez na vida, ele amarga a prisão. Durante a Ditadura Militar em 1980 foi em cana por 31 dias por ter liderado uma greve dos metalúrgicos em São Paulo. Hoje está atrás das grades por ser acusado, sem provas, de corrupção. Segundo a Justiça, ele teria recebido da empreiteira OAS um apartamento tríplex em Guarujá, litoral do Estado em troca de favores e benefícios à empresa. Há, no entanto, muitas outras acusações contra o ex-metalúrgico. A mentalidade que o prendeu agora pode ser a mesma de 38 anos atrás. Nos mais de 518 anos de História do Brasil, a esquerda só governou por 13 anos enquanto a direita governou o resto do tempo. Ainda assim os esquerdistas governaram em conluio com a elite que tanto abominavam.

Lula preso não é bom para a imagem do Brasil nem dos brasileiros. Ele foi presidente do país por dois mandatos e neste período o mundo inteiro o aplaudiu. Mas onde foi que Lula e o seu corrupto partido, o PT, erraram? Se ele recebeu muitos bens, valores, doações e favores de forma ilícita e indevida tanto para ele como para o seu partido, não há a menor dúvida de que ele está no lugar certo: a cadeia. Porém é preciso prender todos os outros políticos que também erraram. E são muitos. De qualquer partido ou coligação. O erro de Lula e do seu Partido dos Trabalhadores foi ter se juntado de forma perigosa à elite do país. Por ter se encantado demais com o dinheiro fácil, foi traído duas vezes: no golpe parlamentar de 2016 dado por Michel Temer e sua turma e um pouco antes quando ao ex-mandatário aceitou propina de empresários.

Mesmo preso, Lula lidera com folga a corrida presidencial. Tem “somente” 31 por cento das intenções de votos segundo a última pesquisa divulgada. Isso é bem mais do que o dobro da soma do segundo e do terceiro colocados. Se as eleições fossem hoje, é bem provável que o ex-metalúrgico saísse vitorioso ainda no primeiro turno. E por quê? Para desespero dos reacionários e direitistas as respostas podem estar nos governos petistas. Mesmo hoje estando condenado, processado, preso e respondendo à acusação de corrupto, Lula governou muito próximo do povão. Muitos de seus programas sociais encantaram o Brasil e o mundo. Fome Zero. Universidade para todos. Minha casa, minha vida. Mais médicos. Transposição do rio São Francisco dentre muitos outros programas sociais voltados para o atendimento das populações mais carentes do país.

Muitos pobres do país jamais se esquecerão dos benefícios que receberam dos governos petistas. Por isso, toda essa adoração a Lula, Dilma e demais “companheiros”. Muitos desses desvalidos hoje colocam Lula também na vala comum destinada a todos os políticos do Brasil. “Todos são ladrões e corruptos, mas pelo menos Lula foi o único dentre eles que olhou para nós”, é o que se ouve de muitas pessoas. Mas a direita não permitirá jamais a volta do “sapo barbudo”. Se ele conseguir se candidatar e ganhar a Presidência da República como está previsto, aí sim, teremos outro golpe. Nem Lula, nem o PT, nem nenhum outro partido ou líder identificado com o pensamento progressista governarão mais este país, ainda que seja pela via democrática. A elite e os poderes constituídos não deixarão. Farão como fizeram em 1964. Só que terão que pensar na maioria pobre do país ou então só chegarão ao poder pela força das baionetas.

*É Professor em Porto Velho.
 

Mais Sobre Opinião

O general da banda chegou 68 anos depois - Por Alex Solnik

O general da banda chegou 68 anos depois - Por Alex Solnik

Quatro anos depois do fim do Estado Novo, a marchinha mais cantada no carnaval de 1950 foi uma composição de apenas duas estrofes assinada por três au

SÉRGIO MORO, O NOVO ALVO, A NOVA ESPERANÇA  - Por  Ana Clara Machado

SÉRGIO MORO, O NOVO ALVO, A NOVA ESPERANÇA - Por Ana Clara Machado

Ana Clara Machado*Até há poucos dias, as pessoas de bem deste país, que querem dias melhores para todos, estavam muito preocupadas com um possível ata

Boff perdoa Ciro e ensina que é possível falar com o coração e não com o fígado

Boff perdoa Ciro e ensina que é possível falar com o coração e não com o fígado

"A diferença entre Boff e Ciro é que o primeiro vive em novembro de 2018, a dois meses do Coiso tomar posse. Ciro vive em 2022", diz o jornalista Rica

O COISA-RUIM - Por Carlos Santiago Dantas

O COISA-RUIM - Por Carlos Santiago Dantas

 O COISA-RUIMCarlos Santiago DantasO velho PT continua o mesmo. Mas coisa ruim é assim mesmo. Mudar para melhor não faz parte do seu DNA. Ao em vez de