Porto Velho (RO) quarta-feira, 2 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

OAB Rondônia não divulga balanço financeiro desde 2013


 
A falta de divulgação das ações envolvendo os recursos financeiros da Ordem dos Advogados do Brasil em Rondônia tem causado desconforto e até animosidades dentro da instituição.

Em uma fácil e rápida pesquisa no site da Instituição, qualquer um pode verificar que o último balanço financeiro divulgado pela atual diretoria é de 2013. E o mais grave: foi colocado à disposição um ano e três meses depois do exercício financeiro, ou seja, no alto do documento consta a data de 27 de março de 2015, publicado às 10h55.

A transparência da gestão dos recursos foi uma das principais promessas de campanha da atual gestão da OAB.

A imprensa tem revelado com frequência falhas na gestão financeira da seccional, o que repercute negativamente não só na Capital, mas nas subseções da Ordem. “Se não houvesse a denúncia de que o Clube foi indicado à penhora, quando saberíamos? Será que saberíamos?”, argumentou um advogado ouvido pela reportagem.

De acordo com alguns advogados, na iminência da eleição para a renovação da diretoria, ninguém enxerga um futuro tranquilo para a OAB. No seio da classe, só se fala da penhora do Clube feita de maneira sigilosa, de protestos em cartórios, da inscrição nos órgãos de proteção ao crédito e de outras situações desagradáveis que ainda não vieram à tona, mas são comentadas pelos advogados no que diz respeito à gestão financeira.

Segundo advogados, a falta de transparência sobre o que foi realizado nessa gestão impõe desconfiança sobre as promessas de campanha pela reeleição do grupo.

“Há muita insatisfação com o que vem acontecendo, sobretudo dos que pagaram as anuidades dentro dos prazos fixados com a certeza de que o dinheiro arrecadado estaria sendo bem direcionado”, dizem.

Muitos advogados alegam que até se afastaram dos eventos da classe, decepcionados com a falta de transparência da atual gestão.

O futuro presidente terá que colocar as finanças em dia, tornar os atos transparentes e restabelecer a confiança dos advogados inscritos na eficiência administrativa.


Fonte: Leivinha Pereira

Mais Sobre Opinião

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O TRIBUNAL EUROPEU (TEDH) DÁ ANDAMENTO À  QUEIXA “ACÇÃO CLIMÁTICA” DAS CRIANÇAS PORTUGUESASNo rescaldo de Pedrogão Grande onde o Fogo matou 110 Pessoa

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Acirra-se a briga pela presidência da Câmara Municipal de Porto Velho. O atual presidente Edwilson Negreiros está articulando um grupo forte para gara

Sua Excelência a abstenção

Sua Excelência a abstenção

Independente de quem saía consagrado das urnas no segundo turno do pleito para a prefeitura de Porto Velho (Hildon Chaves ou Cristiane Lopes), certo

A cidade foi a grande ausente no debate

A cidade foi a grande ausente no debate

Se o Ibope estiver certo em sua aferição, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) vai permanecer por mais quatro anos no comando do município de Porto Velho