Porto Velho (RO) sábado, 17 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Na Política, o Tudo, não é mais possível


Na Política, o Tudo, não é mais possível. A possibilidade da Deputada Mariana Carvalho se candidatar a prefeita desta Capital se torna cada vez mais remota.Na Política, o Tudo, não é mais possível - Gente de Opinião

E por que na política, o Tudo, não é mais possível? Uma análise conjectural e pessoal que faço.

Os Presidentes da República em suas gestões cometeram erros, e diante das denúncias de corrupção e aquelas que estão em fase de investigação, fizeram com que a população acordasse e clamasse por uma providência imediata.

Nossos representantes, diante da conclamação popular, estão tendo que assumir uma nova postura e adotar um novo perfil político.

O Brasil está passando por uma renovação e um novo padrão de exigência está nascendo, onde políticos adotam uma nova estratégia para manterem-se no poder, mudam de partidos e de atitude. E isso mexe com toda estrutura partidária, o que as vezes impossibilita o Deputado Federal de pleitear uma Prefeitura, porque sua voz e seu voto no Congresso este ano são mais importantes do que assumir qualquer prefeitura.

O PSDB é o segundo partido com o maior número de representantes no congresso, e pela análise e conjectura pessoal, se todos Deputados Federais, possíveis candidatos, disputarem e assumirem a Prefeitura, este fato dará uma baixa na bancada o que inviabilizará o partido e o Presidente do PSDB, Aécio Neves que está a beira de uma investigação, de manter a própria sustentabilidade política, frente a um momento de muita instabilidade que ele enfrenta.

Mariana a meu ver, diante da necessidade imprescindível da sua presença no Congresso, reduz suas possibilidades de sair candidata, o que torna cada vez mais real a candidatura do Deputado Léo Moares para a prefeitura de Porto Velho.

Por outro giro, se confirmada a candidatura de Roberto Sobrinho, ele rachará os votos com os eleitores de Mauro Nazif.

O candidato do PMDB, qual seja ele, já vem com um certo desgaste que herda pela participação do partido no Governo da Dilma e sua inércia aos atos de corrupção praticados por muitos anos.

Agora, o desembarque do PMDB de última hora do governo, só será útil para impulsionar a saída da Presidenta e marcar os candidatos a Prefeitura que carregarão este estigma.

Na política, o tudo não é mais possível, quem desenha o resultado agora é o povo!


Fonte: Ary Gurjão

 

Mais Sobre Opinião

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual

Vagalumes nas trevas

Vagalumes nas trevas

Mas as trevas não são absolutas: há estrelas, há vagalumes, há réstias de luz