Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

JACKSON ABÍLIO: O R E Q U E N T A D O


O R E Q U E N T A D O
PRODUÇÃO INDEPENDENTE/JAS/RO (39ªEDIÇÃO)                   RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DO EDITOR
PORTO VELHO (RONDÔNIA), 08 DE OUTUBRO DE 2007
“HÁ GENTE TÃO BESTA QUE ACHA QUE O MUNDO COMEÇOU QUANDO ELA NASCEU”, deJoão Saldanha. Em “Comentário”, 1981./ *João Alves Jobin Saldanha (1913/1990) era gaúcho de Alegrete. Comunista de carteirinha e botafoguense doente, João Saldanha - o João Sem Medo - foi jornalista esportivo, treinador de futebol e o técnico da Campeã Seleção Brasileira de 1970.

POLÍTICA & POLITIKA
Frei Beto
E assim é a Política: em cada curva, uma surpresa. Uma surpresa que obriga o viajante mudar o ritmo e refazer o roteiro. E assim é a Política: o indivíduo é obrigado a reinterpretar antigas concepções para não retroceder. E assim é a Política: qualquer passo em falso, a queda pode ser fatal. E assim é a Política: o que é hoje nem sempre, amanhã, o será.
E assim é a Política: uma orquestra em que cada músico toca o instrumento que lhe é conveniente. E assim é a Política: uma igreja em que todos se julgam com vocação para PAPA. E assim é a Política: as leis da Física são contrariadas - dois corpos são capazes de ocupar, ao mesmo tempo, o mesmo lugar no espaço.
E assim é a Política: uma inversão de valores - o triunfo do demérito sobre o mérito. E assim é a Política: arte de unir os inimigos e de desunir os amigos. E assim é a Política: um ambiente cheio de vaidades, cheio de maledicências, cheio de puxa-saquismos e cheio de rasteiras.
E assim é a Política: um monte de pedras onde, também, se acham flores. Flores que são confundidas com pedras. Aqui, a história se repete: os justos pagam pelos pecadores. E assim é a Política: apesar dos pesares, o único remédio contra as desigualdades sociais.
Dos regimes políticos, a Democracia é o mal menor. E assim é a Política ... Política com “c”, claro. Politika (com “k”), não. Na Politika, o Poder tem tudo a ver com o pudor. Na politika, aproveita-se o cargo para servir. Não se serve dele para aproveitar.
Em “Tendências & Debates” (Folha de São Paulo, 03/02/2004).
*Politika (com “K”)= “A arte humana de trabalhar pelos outros”, Aristóteles. Em “A Politika”.
*Frei Beto - Carlos Alberto Líbano Christo (63 anos) - é mineiro de Belo Horizonte. Ele é frade dominicano. É escritor de prestígio. Em 1985, Frei Beto foi eleito intelectual do ano; *Aristóteles (384 -322 A.C; Estagira/Grécia) era filósofo. / *A. C = Antes de Cristo.

DA TRAGÉDIA À COMÉDIA
 
Brasília/DF, 15 de março de 1985. Flávio Marcílio, PDS/CE - Presidente da Câmara Federal - com a palavra o deputado, Raymundo Asfora, PMDB/PB:
“ - ... De antigas épocas e longas datas, fala-se numa solução para a estiagem do Nordeste. A solução - tomando por empréstimo os versos de Raul de Leôni - “ é um adiamento eterno que se espera, / numa eterna esperança que se adia”. Enquanto isso, naquela região, há tanto tempo, a seca se arrasta que sapo de 5 anos ainda não sabe nadar”. Discursava, tocante e ironicamente, o parlamentar.
“ - Ora, dirá, inspiradíssimo deputado Asfora, que a desgraça bate à porta do destemido e do bom povo nordestino. Onde falta chuva, sobra miséria”. Num gesto de solidariedade humana, aparteou o orador, Tibúrcio Traviolo - deputado federal (PDT/RS).
“ - Isso mesmo, generoso deputado Traviolo, a pobreza, por aquelas bandas, tornou-se tão intensa que, no sertão paraibano, o arco-íris já está preto-e-branco”. Do pranto, fez o riso, o fascinante aparteado.
Em “Vozes da Rua”.
No dia 26 de novembro de 1930, em águas cearenses (Fortaleza), Raymundo Yasbeck Asfora nascia a bordo de um navio que se destinava a Cabedelo (PB). Seus pais deixavam a Pátria (Líbano) rumo a Campina Grande (PB). Nesta cidade, aquele bebê se tornou tão campinense quanto os filhos da terra. Raymundo Asfora foi um artista do verbo. Dele, disse Assis Chateaubriand: “Um orador assim não pede a palavra; ela se lhe oferece”. Grande advogado do júri, culto, espirituoso, boêmio, bom de copo e ruim de prazo (para o saudoso causídico, dia certo era certo dia), Asfora foi - de Campina Grande (PB) - secretário municipal, vereador (PTB/PB) e vice-prefeito (PDS/PB). Por Campina Grande, ele foi deputado estadual à Assembléia Legislativa Paraibana (PTB/PB) e vice-governador (PMDB/PB) daquele estado. Pela Paraíba, ele foi deputado federal (PMDB/PB) ao Congresso Nacional. “No azul da tarde” de 03 de março de 1987, Raymundo Yasbeck Asfora foi encontrado, no interior da própria residência, em Campina Grande (PB), com a cabeça toda ensangüentada. Um tiro o matou. Suicídio ou homicídio?Eis, até hoje, a questão.
*Flávio Portela Marcílio (1917/1992; Picos/PI); *Tibúrcio Britz Traviolo (71 anos; Sorriso/RS); *Raul de Leôni Ramos (1895/1926; Petrópolis/RJ); Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo (1892/1968; Umbuzeiro/PB). /* Causídico = advogado; *fascinante = que causa encanto; *artista do verbo = grande orador.

A SABEDORIA ESTÁ NO MEIO
Reinhold Niebuhr
“Senhor, dai-me a serenidade para aceitar o que não pode ser mudado, a coragem para mudar o que pode ser mudado e a inteligência para distinguir uma coisa da outra”.
Em “Homem Moral Numa Sociedade Imoral” (Editora Cortês; São Paulo/SP). Fone: 0XX11.3864-0111.
*Reinhold Niebuhr (1892/1971; Wright, Missouri/EUA).Reinhold foi teólogo e pastor evangélico. Socialista nos Estados Unidos da América (país eminentemente capitalista), Reinhold Niebuhr deve ter levado uma “nada mole vida”.

PROIBIDO & PROIBIDA
Luiz Antônio Sacconi
É proibido entrada (correto). É proibida a entrada (correto, também).
Explicação: Sem o “A” fica proibido; com a “A” fica proibida.
Em “1000 Erros de Português” (Nossa Editora; São Paulo, SP). Fone: 0XX11.3127-1401.
IDENTIDADE COMUM
Paulo José da Costa Jr.
No júri, o juiz: “Com a palavra, durante duas horas, a acusação”.
“ - O réu não é o satanás, mas faz tudo o que satanás faz. O réu é um bandido irrecuperável. Um réu desses deve mofar na cadeia, senhores jurados”. Por aí, o jovem promotor de justiça iniciou o seu discurso.
“ - Data venia, Vossa Excelência é um mentiroso”. Em aparte, atacou o orador, o moço defensor do acusado.
“ - Mentiroso, data venia, é Vossa Excelência”, contra-atacou o aparteado.
“ - Bom. O nobre promotor e, também, o nobre advogado – com elevação e urbanidade - já se apresentaram. Em nome da lei, garanto a fala do representante do Ministério Público para que Sua Excelência continue expondo a sua tese”. Com esse “suaveveneno”, o magistrado-presidente do julgamento popular restabeleceu a paz e o respeito no recinto.
Em “Crônicas de um Criminalista” (Editora Jurídica Brasileira Ltda; São Paulo, SP). Fone: 0XX11. 3051-7231.
*De Carnelutti:“O jurista, que é somente jurista, é uma pobre e triste coisa”. Paulo José da Costa Júnior (72 anos) é paulistano. Destacado criminalista, sobretudo no júri, professor (aposentado) de Direito Penal da Faculdade de Direito do Largo do São Francisco, em cujo estabelecimento de ensino superior, bacharelou-se, Costa Júnioré um intelectual vário: cronista, poeta, contador de causo etc.
 *Francesco Carnelutti (1879/1965) era italiano de Udine. Carnelutti foi - e ainda o é - um monumento ao Direito. / *Data venia = com a devida licença; *representante do Ministério Público = promotor de justiça; *julgamento popular = júri; *Faculdade de Direito do Largo do São Francisco = Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (São Paulo/SP); *paulistano= quem nasce em São Paulo (Capital); *causo = narração (verdadeira ou falsa) engraçada.

“ELA, POR ELE, SOFRENDO
   E EU SOFRENDO POR ELA”
Para Tiago de Melo: “... A realidade é feia. /A humanidade deve caminhar para o sonho./ Apenas o sonho é bonito. / Se o sonho não cura a dor; com o sonho, a dor dói menos ... ’’. Tanto quanto se é dado concluir, Newton Alves pôs, em ação, o discurso do iluminado amazonense Tiago. Tradução: nas horas úteis, em Teresina, Newton é professor de Matemática junto à Universidade Federal do Piauí, em cuja instituição, licenciou-se na disciplina que ele a ensina brilhantemente. Nas horas vagas, Newton se dedica, na Capital Piauiense, à música (é compositor e cavaquinista) e faz poesias (inclusive, versos improvisados).
Pois bem. Eram 11 de fevereiro de 2005 em Piripiri (PI). Nessa data e nessa cidade, realizava-se, à noite, um Festival de Cantadores de Viola. Do evento popular, participavam, em conjunto, Newton Alves e Adroaldo Vieira. Eis que caiu, para a dupla, o mote: “ELA, POR ELE, SOFRENDO / E EU SOFRENDO POR ELA”. Newton revelou o seu talento raro de repentista, a saber:
“Eu gosto de uma mulher,
Que gosta de outro rapaz.
Porém, ele é    incapaz
De fazer o que ela quer.
Não sei qual o   mister
Do namoro dele e dela.
Ele foge e ela   apela
Seu   amor oferecendo.
Ela, por ele, sofrendo
E eu sofrendo por ela”.
Joames, em “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (Editora Halley S/A; Teresina, Piauí). Fone: 0XX86.3211-6833.
*Tiago Amadeu de Melo (81 anos) é amazonense de Barreirinha. Tiago de Melo é um poeta nacional e internacionalmente consagrado. Para a Ditadura Militar (1964/1985), “pensar era transgredir”. Tiago cometeu uma grave transgressão: pensou um Brasil com justiça social. O AI-5 cassou o sonhador e o exilou na Alemanha. Pode? *Newton Alves da Silva (54 anos) nasceu em Tauá/CE. Está radicado em Teresina no Piauí. Piauí, a terra seca tão fértil de talentos; *Manoel Adroaldo Vieira (34 anos) é natural de Castelo/PI. /*Cantador de viola, repentista = quem, ao som da viola, faz versos de improvisos; mister (no poema) = motivo; *sonhador= poeta; *iluminado = dotado de forte inspiração.

VELHO TEMA I
Vicente de Carvalho
“Só a leve esperança, em toda a vida,
Disfarça a pena de viver, mais nada,
Nem é mais a existência, resumida,
Que uma grande esperança malograda.
 
O eterno sonho da   alma desterrada.
Sonho, que a traz ansiosa e embevecida,
É uma hora    feliz,   sempre   adiada
E que não chega nunca em toda a vida.
Essa   felicidade   que   supomos,
Árvore milagrosa que sonhamos
Toda arreada de dourados pomos,
 
Existe, sim: mas nós não a alcançamos
Porque está sempre apenas onde a pomos
E nunca a   pomos onde nós   estamos”.
Zina Bellodi Silva, em “Antologia Escolar da Literatura Brasileira” (Musa Editora Ltda; São Paulo/SP). Fone: 0XX11.3262-2586.
*Vicente Augusto de Carvalho (1866/1924; Santos/SP). Carvalho foi desembargador (SP). Para diversificar, o magistrado foi deputado à Assembléia Legislativa Paulista, secretário de estado em São Paulo (à época, juiz podia exercer atividade político-partidária) e membro da Academia Brasileira de Letras. / *Malograda = perdida; *desterrada = desiludida; *embevecida = encantada; *árvore arreada de dourados pomos = árvore carregada de bonitos frutos; *magistrado = juiz, desembargador e ministros de tribunal.

TRATAMENTO DE CHOQUE
Claúdio Humberto
“Político brasileiro é pura cara-de-pau. Para acabar com esse mal, só existe um remédio: injeção de cupim”. Em “pára-choque de caminhão (Brasília, DF)”.
“www.claudiohumberto.com.br, 27/06/2005”

ATENÇÃO: Nenhuma notícia é originária deste “boletim”. Ele só a reedita. Donde, o nome dele: “O Requentado”. O esclarecimento de palavras não comuns se deve à popularidade (“on-line”) que este jornaleco - surpreendente e imerecidamente - conseguiu. Que perdoem os letrados. Fones: 0XX69.3216-3775; 0XX69.3222-4739; 0XX69.9981-4173. “E-mail”:jackson@mp.ro.gov.br

Mais Sobre Opinião

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual