Quarta-feira, 24 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Opinião

JACKSON ABÍLIO: O R E Q U E N T A D O


O R E Q U E N T A D O
PRODUÇÃO INDEPENDENTE/JAS/RO (39ªEDIÇÃO)                   RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DO EDITOR
PORTO VELHO (RONDÔNIA), 08 DE OUTUBRO DE 2007
“HÁ GENTE TÃO BESTA QUE ACHA QUE O MUNDO COMEÇOU QUANDO ELA NASCEU”, deJoão Saldanha. Em “Comentário”, 1981./ *João Alves Jobin Saldanha (1913/1990) era gaúcho de Alegrete. Comunista de carteirinha e botafoguense doente, João Saldanha - o João Sem Medo - foi jornalista esportivo, treinador de futebol e o técnico da Campeã Seleção Brasileira de 1970.

POLÍTICA & POLITIKA
Frei Beto
E assim é a Política: em cada curva, uma surpresa. Uma surpresa que obriga o viajante mudar o ritmo e refazer o roteiro. E assim é a Política: o indivíduo é obrigado a reinterpretar antigas concepções para não retroceder. E assim é a Política: qualquer passo em falso, a queda pode ser fatal. E assim é a Política: o que é hoje nem sempre, amanhã, o será.
E assim é a Política: uma orquestra em que cada músico toca o instrumento que lhe é conveniente. E assim é a Política: uma igreja em que todos se julgam com vocação para PAPA. E assim é a Política: as leis da Física são contrariadas - dois corpos são capazes de ocupar, ao mesmo tempo, o mesmo lugar no espaço.
E assim é a Política: uma inversão de valores - o triunfo do demérito sobre o mérito. E assim é a Política: arte de unir os inimigos e de desunir os amigos. E assim é a Política: um ambiente cheio de vaidades, cheio de maledicências, cheio de puxa-saquismos e cheio de rasteiras.
E assim é a Política: um monte de pedras onde, também, se acham flores. Flores que são confundidas com pedras. Aqui, a história se repete: os justos pagam pelos pecadores. E assim é a Política: apesar dos pesares, o único remédio contra as desigualdades sociais.
Dos regimes políticos, a Democracia é o mal menor. E assim é a Política ... Política com “c”, claro. Politika (com “k”), não. Na Politika, o Poder tem tudo a ver com o pudor. Na politika, aproveita-se o cargo para servir. Não se serve dele para aproveitar.
Em “Tendências & Debates” (Folha de São Paulo, 03/02/2004).
*Politika (com “K”)= “A arte humana de trabalhar pelos outros”, Aristóteles. Em “A Politika”.
*Frei Beto - Carlos Alberto Líbano Christo (63 anos) - é mineiro de Belo Horizonte. Ele é frade dominicano. É escritor de prestígio. Em 1985, Frei Beto foi eleito intelectual do ano; *Aristóteles (384 -322 A.C; Estagira/Grécia) era filósofo. / *A. C = Antes de Cristo.

DA TRAGÉDIA À COMÉDIA
 
Brasília/DF, 15 de março de 1985. Flávio Marcílio, PDS/CE - Presidente da Câmara Federal - com a palavra o deputado, Raymundo Asfora, PMDB/PB:
“ - ... De antigas épocas e longas datas, fala-se numa solução para a estiagem do Nordeste. A solução - tomando por empréstimo os versos de Raul de Leôni - “ é um adiamento eterno que se espera, / numa eterna esperança que se adia”. Enquanto isso, naquela região, há tanto tempo, a seca se arrasta que sapo de 5 anos ainda não sabe nadar”. Discursava, tocante e ironicamente, o parlamentar.
“ - Ora, dirá, inspiradíssimo deputado Asfora, que a desgraça bate à porta do destemido e do bom povo nordestino. Onde falta chuva, sobra miséria”. Num gesto de solidariedade humana, aparteou o orador, Tibúrcio Traviolo - deputado federal (PDT/RS).
“ - Isso mesmo, generoso deputado Traviolo, a pobreza, por aquelas bandas, tornou-se tão intensa que, no sertão paraibano, o arco-íris já está preto-e-branco”. Do pranto, fez o riso, o fascinante aparteado.
Em “Vozes da Rua”.
No dia 26 de novembro de 1930, em águas cearenses (Fortaleza), Raymundo Yasbeck Asfora nascia a bordo de um navio que se destinava a Cabedelo (PB). Seus pais deixavam a Pátria (Líbano) rumo a Campina Grande (PB). Nesta cidade, aquele bebê se tornou tão campinense quanto os filhos da terra. Raymundo Asfora foi um artista do verbo. Dele, disse Assis Chateaubriand: “Um orador assim não pede a palavra; ela se lhe oferece”. Grande advogado do júri, culto, espirituoso, boêmio, bom de copo e ruim de prazo (para o saudoso causídico, dia certo era certo dia), Asfora foi - de Campina Grande (PB) - secretário municipal, vereador (PTB/PB) e vice-prefeito (PDS/PB). Por Campina Grande, ele foi deputado estadual à Assembléia Legislativa Paraibana (PTB/PB) e vice-governador (PMDB/PB) daquele estado. Pela Paraíba, ele foi deputado federal (PMDB/PB) ao Congresso Nacional. “No azul da tarde” de 03 de março de 1987, Raymundo Yasbeck Asfora foi encontrado, no interior da própria residência, em Campina Grande (PB), com a cabeça toda ensangüentada. Um tiro o matou. Suicídio ou homicídio?Eis, até hoje, a questão.
*Flávio Portela Marcílio (1917/1992; Picos/PI); *Tibúrcio Britz Traviolo (71 anos; Sorriso/RS); *Raul de Leôni Ramos (1895/1926; Petrópolis/RJ); Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo (1892/1968; Umbuzeiro/PB). /* Causídico = advogado; *fascinante = que causa encanto; *artista do verbo = grande orador.

A SABEDORIA ESTÁ NO MEIO
Reinhold Niebuhr
“Senhor, dai-me a serenidade para aceitar o que não pode ser mudado, a coragem para mudar o que pode ser mudado e a inteligência para distinguir uma coisa da outra”.
Em “Homem Moral Numa Sociedade Imoral” (Editora Cortês; São Paulo/SP). Fone: 0XX11.3864-0111.
*Reinhold Niebuhr (1892/1971; Wright, Missouri/EUA).Reinhold foi teólogo e pastor evangélico. Socialista nos Estados Unidos da América (país eminentemente capitalista), Reinhold Niebuhr deve ter levado uma “nada mole vida”.

PROIBIDO & PROIBIDA
Luiz Antônio Sacconi
É proibido entrada (correto). É proibida a entrada (correto, também).
Explicação: Sem o “A” fica proibido; com a “A” fica proibida.
Em “1000 Erros de Português” (Nossa Editora; São Paulo, SP). Fone: 0XX11.3127-1401.
IDENTIDADE COMUM
Paulo José da Costa Jr.
No júri, o juiz: “Com a palavra, durante duas horas, a acusação”.
“ - O réu não é o satanás, mas faz tudo o que satanás faz. O réu é um bandido irrecuperável. Um réu desses deve mofar na cadeia, senhores jurados”. Por aí, o jovem promotor de justiça iniciou o seu discurso.
“ - Data venia, Vossa Excelência é um mentiroso”. Em aparte, atacou o orador, o moço defensor do acusado.
“ - Mentiroso, data venia, é Vossa Excelência”, contra-atacou o aparteado.
“ - Bom. O nobre promotor e, também, o nobre advogado – com elevação e urbanidade - já se apresentaram. Em nome da lei, garanto a fala do representante do Ministério Público para que Sua Excelência continue expondo a sua tese”. Com esse “suaveveneno”, o magistrado-presidente do julgamento popular restabeleceu a paz e o respeito no recinto.
Em “Crônicas de um Criminalista” (Editora Jurídica Brasileira Ltda; São Paulo, SP). Fone: 0XX11. 3051-7231.
*De Carnelutti:“O jurista, que é somente jurista, é uma pobre e triste coisa”. Paulo José da Costa Júnior (72 anos) é paulistano. Destacado criminalista, sobretudo no júri, professor (aposentado) de Direito Penal da Faculdade de Direito do Largo do São Francisco, em cujo estabelecimento de ensino superior, bacharelou-se, Costa Júnioré um intelectual vário: cronista, poeta, contador de causo etc.
 *Francesco Carnelutti (1879/1965) era italiano de Udine. Carnelutti foi - e ainda o é - um monumento ao Direito. / *Data venia = com a devida licença; *representante do Ministério Público = promotor de justiça; *julgamento popular = júri; *Faculdade de Direito do Largo do São Francisco = Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (São Paulo/SP); *paulistano= quem nasce em São Paulo (Capital); *causo = narração (verdadeira ou falsa) engraçada.

“ELA, POR ELE, SOFRENDO
   E EU SOFRENDO POR ELA”
Para Tiago de Melo: “... A realidade é feia. /A humanidade deve caminhar para o sonho./ Apenas o sonho é bonito. / Se o sonho não cura a dor; com o sonho, a dor dói menos ... ’’. Tanto quanto se é dado concluir, Newton Alves pôs, em ação, o discurso do iluminado amazonense Tiago. Tradução: nas horas úteis, em Teresina, Newton é professor de Matemática junto à Universidade Federal do Piauí, em cuja instituição, licenciou-se na disciplina que ele a ensina brilhantemente. Nas horas vagas, Newton se dedica, na Capital Piauiense, à música (é compositor e cavaquinista) e faz poesias (inclusive, versos improvisados).
Pois bem. Eram 11 de fevereiro de 2005 em Piripiri (PI). Nessa data e nessa cidade, realizava-se, à noite, um Festival de Cantadores de Viola. Do evento popular, participavam, em conjunto, Newton Alves e Adroaldo Vieira. Eis que caiu, para a dupla, o mote: “ELA, POR ELE, SOFRENDO / E EU SOFRENDO POR ELA”. Newton revelou o seu talento raro de repentista, a saber:
“Eu gosto de uma mulher,
Que gosta de outro rapaz.
Porém, ele é    incapaz
De fazer o que ela quer.
Não sei qual o   mister
Do namoro dele e dela.
Ele foge e ela   apela
Seu   amor oferecendo.
Ela, por ele, sofrendo
E eu sofrendo por ela”.
Joames, em “Antologia dos Cantadores e Poetas Populares do Piauí” (Editora Halley S/A; Teresina, Piauí). Fone: 0XX86.3211-6833.
*Tiago Amadeu de Melo (81 anos) é amazonense de Barreirinha. Tiago de Melo é um poeta nacional e internacionalmente consagrado. Para a Ditadura Militar (1964/1985), “pensar era transgredir”. Tiago cometeu uma grave transgressão: pensou um Brasil com justiça social. O AI-5 cassou o sonhador e o exilou na Alemanha. Pode? *Newton Alves da Silva (54 anos) nasceu em Tauá/CE. Está radicado em Teresina no Piauí. Piauí, a terra seca tão fértil de talentos; *Manoel Adroaldo Vieira (34 anos) é natural de Castelo/PI. /*Cantador de viola, repentista = quem, ao som da viola, faz versos de improvisos; mister (no poema) = motivo; *sonhador= poeta; *iluminado = dotado de forte inspiração.

VELHO TEMA I
Vicente de Carvalho
“Só a leve esperança, em toda a vida,
Disfarça a pena de viver, mais nada,
Nem é mais a existência, resumida,
Que uma grande esperança malograda.
 
O eterno sonho da   alma desterrada.
Sonho, que a traz ansiosa e embevecida,
É uma hora    feliz,   sempre   adiada
E que não chega nunca em toda a vida.
Essa   felicidade   que   supomos,
Árvore milagrosa que sonhamos
Toda arreada de dourados pomos,
 
Existe, sim: mas nós não a alcançamos
Porque está sempre apenas onde a pomos
E nunca a   pomos onde nós   estamos”.
Zina Bellodi Silva, em “Antologia Escolar da Literatura Brasileira” (Musa Editora Ltda; São Paulo/SP). Fone: 0XX11.3262-2586.
*Vicente Augusto de Carvalho (1866/1924; Santos/SP). Carvalho foi desembargador (SP). Para diversificar, o magistrado foi deputado à Assembléia Legislativa Paulista, secretário de estado em São Paulo (à época, juiz podia exercer atividade político-partidária) e membro da Academia Brasileira de Letras. / *Malograda = perdida; *desterrada = desiludida; *embevecida = encantada; *árvore arreada de dourados pomos = árvore carregada de bonitos frutos; *magistrado = juiz, desembargador e ministros de tribunal.

TRATAMENTO DE CHOQUE
Claúdio Humberto
“Político brasileiro é pura cara-de-pau. Para acabar com esse mal, só existe um remédio: injeção de cupim”. Em “pára-choque de caminhão (Brasília, DF)”.
“www.claudiohumberto.com.br, 27/06/2005”

ATENÇÃO: Nenhuma notícia é originária deste “boletim”. Ele só a reedita. Donde, o nome dele: “O Requentado”. O esclarecimento de palavras não comuns se deve à popularidade (“on-line”) que este jornaleco - surpreendente e imerecidamente - conseguiu. Que perdoem os letrados. Fones: 0XX69.3216-3775; 0XX69.3222-4739; 0XX69.9981-4173. “E-mail”:[email protected]

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 24 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Os 30 anos do Estatuto da OAB

Os 30 anos do Estatuto da OAB

Feliz do país que preserva, valoriza, respeita as nossas instituições, o regime democrático e a liberdade de expressão, independentemente das suas d

Porto Velho – a pior cidade para se viver!

Porto Velho – a pior cidade para se viver!

Mais uma notícia triste e, ao mesmo tempo, revoltante para nós portovelhenses, saiu no site o Antagonista. Porto Velho foi considerada a pior cidade

O perigo do “já ganhou”

O perigo do “já ganhou”

Na recente pesquisa eleitoral para a prefeitura de Porto Velho, a ex-deputada federal Mariana Carvalho aparece na frente com quarenta por cento das

A polarização do poder político envenena a atmosfera social alemã

A polarização do poder político envenena a atmosfera social alemã

O despertar do povo incomoda muita gente Na Alemanha e na França, elitistas e populistas não olham a meios na disputa do poder. Vive-se já numa so

Gente de Opinião Quarta-feira, 24 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)