Porto Velho (RO) segunda-feira, 19 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Festa de Pentecostes - Por João Antônio Pagliosa


 Gente de Opinião

No livro de Êxodus, capítulo 23, versículo 14, Deus fala com Moisés e proclama que o povo judeu, (neste momento já liberto do jugo do faraó egípcio), deverá por três vezes no ano, celebrar festas.

São elas: A festa da Páscoa, comemorando a saída dos judeus do Egito. A festa de Pentecostes ou festa da semeadura onde iniciam os frutos da terra. E a festa dos Tabernáculos (tendas usadas pelos hebreus no deserto), que comemora a colheita das safras e se recolhe os grãos que enchem celeiros e lagares.

Excetuando-se a Páscoa, as outras duas festas são praticamente esquecidas pelos cristãos, porém, foi numa festa de Pentecostes que o Espírito Santo desceu sobre a face da Terra e “iluminou” os discípulos de Jesus que oravam por 50 dias, e no último dia, conforme prometido, o Espírito Santo desceu sobre cada um deles.

No livro de Atos, os capítulos 1 e 2, evidenciam estes fatos com clareza, e Lucas, (que escreveu Atos), narra que Jesus ressurreto, permaneceu 40 dias com seus apóstolos, participou da festa de Pentecostes, e deu-lhes mandamentos por intermédio do Espírito Santo, e após foi elevado às alturas.

Jesus, depois de ser crucificado e morto, se apresentou vivo a seus apóstolos e conviveu com eles por 40 dias, falando das coisas concernentes ao reino de Deus. E ceando com eles, Jesus determinou que não se ausentassem de Jerusalém, e que esperassem a promessa do Pai, isto é, o batismo com o Espirito Santo.

Jesus disse-lhes que receberiam o Espírito Santo, e que recebendo, teriam poder, teriam muitos dons e que seriam suas testemunhas em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da Terra. Ditas estas palavras, Jesus foi elevado aos céus.

Em Atos 2 : 1 a 4, lemos: “Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos os discípulos de Jesus, reunidos no mesmo lugar, de repente veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados.  E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.

Em Lucas 11 : 13, aprendemos que se queremos os dons do Espírito, precisamos pedir a Deus. E quais são estes dons?

São os dons da Sabedoria, do Conhecimento, da Fé, da Operação de Milagres, das Curas, das Profecias, do Falar em Línguas e Interpretação da Fala em Línguas.

Mas, observe, que só alcançarão os dons do Espírito Santo, aqueles que estiverem na presença de Deus, e em obediência a Ele. Em sintonia com Ele.

Israel, na atualidade, é um país riquíssimo e não há judeus pobres, e este país está cercado de inimigos por todos os lados. Porém, os judeus vivem comemorando o que Deus lhes dá, e celebram em festas as recompensas e as graças do Senhor.

É uma nação extraordinária porque vivem os princípios instituídos por Deus, e são extremamente avançados em todas as áreas da ciência. Mas é pela benção de Deus que Israel sempre vai tão bem!

Em Deuteronômio 16 : 12, Deus é bem claro quando através de Moisés, nos ensina: “Cuida de obedecer fielmente todos estes decretos.” Os judeus obedecem, daí avançam e progridem.


Ora, leitor, você também precisa celebrar, e comemorar, e curtir muito tudo aquilo que recebe de Deus, sem viver angustiado por aquilo que não tem.

Receba com alegria o seu holerite, e entenda que se o seu ganho lhe parece pouco, há milhões de pessoas que não tem nenhum trabalho.

E administre bem o seu dinheiro. No Brasil há mais de 70 milhões de cidadãos endividados e inadimplentes, e a maioria está nesta situação porque gastou bem além do que poderia ou precisaria gastar.

E o dinheiro não é responsável por fazer você feliz. Apenas você é responsável por fazer você feliz. O dinheiro é bom e precisa ser respeitado; ele só faz mal a quem o ama. A estes, o dinheiro simplesmente detona, estraçalha, liquida. Portanto, cuidado ao lidar com dinheiro…

Veja leitor, na mesma dimensão que Deus nos dá suas riquezas, nós precisamos devolver a Ele, que é o dono de tudo. É claro que as pessoas, normalmente tem dificuldades de entender Deus, de entregar um pouco para Deus, mas é imperioso dividir os nossos tesouros aqui na Terra, se quisermos garantir tesouros no céu. E lembre-se: É dar parte daquilo que Deus lhe dá!

E Deus gosta de festas! E Ele quer que celebremos muitas festas em reunião com a família. E Deus quer que trabalhemos sob a sua benção, porque é a sua benção que nos faz enriquecer, que nos torna prósperos em todas as áreas de nossa vida.

Vivemos hoje um mundo onde pessoas enriquecem da noite para o dia, concomitantemente, vivemos um mundo onde pessoas também empobrecem da noite para o dia, entretanto, nunca tenha dificuldade para entregar o seu dízimo, as suas ofertas, e as suas primícias.

Seja sábio e compartilhe com sabedoria, com bom senso, tudo aquilo que Deus lhe dá.

Gente de Opinião

João Antonio Pagliosa - Curitiba/PR

João Antonio Pagliosa é engenheiro agrônomo

Curitiba, 26 de outubro de 2018

Mais Sobre Opinião

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual