Porto Velho (RO) domingo, 18 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Em sua última coluna, Noblat diz que Lula será protagonista


 Gente de Opinião

247 - Em sua última coluna no jornal O Globo, Ricardo Noblat destacou o protagonismo de Lula nas eleições de 2018.

Confira abaixo trechos do texto "Lula protagonista":

"A mais recente pesquisa de intenção de votos do Datafolha reforça a convicção da esmagadora maioria dos políticos de todas as cores de que vivo ou morto, preso ou solto, candidato ou não, Lula será o protagonista da próxima eleição presidencial. Como foi de todas de 1989 para cá, à exceção da de 2014 quando Dilma preferiu caminhar com as próprias pernas e por pouco não acabou derrotada.

(...)

Num país onde a renda familiar de 67% da população fica abaixo de três salários mínimos, a Era Lula é lembrada por muitos como de relativa paz, estabilidade e um pouco mais de dinheiro no bolso. O Datafolha perguntou aos entrevistados se a corrupção é tolerável caso venha acompanhada de benefícios sociais. Para pouco mais de 50%, é sim. Não é para 45%. Os demais não souberam responder.

Lula estava no patamar dos 30% das intenções de voto quando foi levado coercitivamente a depor à Lava Jato em março de 2016, e depois ao juiz Sérgio Moro em maio deste ano. Agora, aparece com 36% em todos os cenários de primeiro turno considerados pelo Datafolha. Na simulação de segundo turno, a vantagem dele sobre seus adversários aumentou em quatro pontos percentuais."

Gente de Opinião

Mais Sobre Opinião

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual

Vagalumes nas trevas

Vagalumes nas trevas

Mas as trevas não são absolutas: há estrelas, há vagalumes, há réstias de luz