Porto Velho (RO) sábado, 24 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

DCM: mídia destruiu Dilma, mas não constrói Temer


Gente de Opinião

247 – Ao analisar o fracasso do governo Temer, o jornalista Paulo Nogueira, editor do DCM, conclui que a mídia tem sido incapaz de construir uma imagem positiva do político que entrará para a história como traidor e usurpador.

"Ela destroi, mas não constroi. Um poder de destruição avassalador, mas impotência total na construção. A maldição fica clara quando você examina o que foi feito de Dilma e o que está sendo feito com Temer. As companhias jornalísticas acabaram com Dilma. Reduziram-na a nada. Inventaram uma mulher que era analfabeta, incompetente, grosseira e, sobretudo, corrupta", diz ele.

"Agora considere Temer. A mesma mídia que liquidou Dilma tentou fazer dele um estadista. Seu português era impecável, ao contrário da mulher de dois neurônios. Suas mesóclises, prova de cultivo e erudição. Foi tratado também como um mestre da articulação política. Um dos colunistas do Globo, Ricardo Noblat, chegou a elogiar a beleza de Temer."

"A realidade logo se incumbiria de desfazer a miragem na qual a mídia queria que os brasileiros acreditassem. O Temer real era e é este que está aí: covarde até para enfrentar a possibilidade de vaias, inepto para liderar o país num momento de extrema turbulência, carisma zero — isso tudo e mais de 40 citações numa única delação."

Leia a íntegra no DCM.

Mais Sobre Opinião

O bom do silêncio

O bom do silêncio

Bolsonaro disse que não adianta exigir dele a postura de estadista, por que não é estadista.

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.