Porto Velho (RO) sábado, 5 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

Cordão da Bola Preta coroa funkeira como rainha do bloco



Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

Gente de Opinião

O Cordão da Bola Preta, o mais tradicional bloco de carnaval de rua do Rio de Janeiro, fundado em 1918, coroou ontem (24) sua rainha, a funkeira Ludmilla, abrindo a folia deste ano, em festa lotada de foliões animados.

O presidente do bloco, Pedro Ernesto Marinho, disse que no desfile oficial da agremiação, programado para o dia 6 de fevereiro, pretende arrastar mais de 2 milhões de pessoas, que percorrerão, a partir das 9h, a Rua Primeiro de Março e a Avenida Presidente Antônio Carlos, no centro da cidade.

Ele disse que o Bola não sofreu os efeitos da crise econômica “porque se preveniu, se planejou, para superar esses momentos de dificuldade, até porque a nossa responsabilidade é muito grande com aqueles 2 milhões de foliões. A gente não pode decepcioná-los; a gente deu uma cambalhota e vamos em frente”. Marinho acredita que a escolha de Ludmilla para rainha do carnaval 2016 da agremiação vai aumentar o número de seguidores no desfile. “Não tenho dúvida nenhuma, principalmente de jovens”.

O Cordão da Bola Preta, segundo seu presidente, busca exatamente a renovação para perpetuar a agremiação.  “Acho que a presença da Ludmilla vai ser fundamental nessa caminhada”. Frequentadora dos desfiles do Cordão da Bola Preta desde criança, quando era levada para participar do bloco por sua avó Lucy, Ludmilla foi escolhida exatamente por ter raízes na agremiação, informou Pedro Ernesto Marinho. Ele lembrou é uma característica do Bola ter várias gerações em suas fileiras. “Do avô até o neto. É por isso que o Bola vai se perpetuando”.

Gente de Opinião

Rio de Janeiro - O Cordão da Bola Preta, maior bloco de rua do Rio, promove em sua sede a coroação de sua rainha para o carnaval 2016, a cantora Ludmila (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Ludmilla disse se sentir muito feliz e lisonjeada por ter sido escolhida rainha. “Para mim, foi uma felicidade imensa receber esse convite”. A cantora de funk se mostrou, inclusive, disposta a continuar rainha do bloco no carnaval do próximo ano. “Lógico. Se eu receber o convite, estou aqui, firme e forte”.

Ela se integrou à corte do Bola, formada pela cantora Maria Rita (madrinha), o cantor Neguinho da Beija Flor (padrinho), a atriz Leandra Leal (porta-estandarte), a porta-bandeira da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis, Selminha Sorriso (musa das musas), e o compositor João Roberto Kelly, apelidado de “o Rei das Marchinhas”, que recebeu este ano o título de embaixador do carnaval bolapretense. 

A funkeira pretende aproveitar o posto de rainha do Cordão da Bola Preta para passar à multidão o seu jeito de ser feliz. “Acho que é isso que vai agregar valor ao Bola Preta”.

Mais Sobre Opinião

Agora que a eleição acabou é hora de mostrar serviço

Agora que a eleição acabou é hora de mostrar serviço

Agora que as urnas tiveram a sua voz silenciada pelo término da contagem dos votos ali recolhidos na consulta popular de novembro – um trabalho, dig

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O TRIBUNAL EUROPEU (TEDH) DÁ ANDAMENTO À  QUEIXA “ACÇÃO CLIMÁTICA” DAS CRIANÇAS PORTUGUESASNo rescaldo de Pedrogão Grande onde o Fogo matou 110 Pessoa

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Acirra-se a briga pela presidência da Câmara Municipal de Porto Velho. O atual presidente Edwilson Negreiros está articulando um grupo forte para gara

Sua Excelência a abstenção

Sua Excelência a abstenção

Independente de quem saía consagrado das urnas no segundo turno do pleito para a prefeitura de Porto Velho (Hildon Chaves ou Cristiane Lopes), certo