Porto Velho (RO) segunda-feira, 26 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

As elites apóiam o atual governo por conveniências


As elites apóiam o atual governo por conveniências - Gente de Opinião
Por: João Serra Cipriano

Quando se tem a certeza da impunidade e pior ainda, quando um esquema jurídico foi montado previamente para dar sustentação a um governo fundamentado em bases ideológicas fascistas e corruptas pode-se abrir a boca e acusar a imprensa de golpista e atribuir as “elites” a causa e efeito dos seus próprios modos operantes nocivos e corruptos que tem sido a era petista no poder “Estado Corrupto de Direito” e a forma de se defender, feita pelo atual cacique do PT nacional, o senhor José Dirceu.

Para quem não acompanhou as manchetes dos principais meios de comunicação, o senhor José Dirceu Discursou neste final de semana para uma platéia de centenas de militantes no 2º Congresso da Juventude do PT, em Brasília, o ex-ministro da Casa Civil, deputado cassado e réu no processo do mensalão, criticou o que chamou de "luta moralista contra a corrupção". Para ele, a intenção das denúncias é somente atacar o governo. "Nesse momento o que pretende construir é isso, a pretexto de combater a corrupção" e acusou as “elites e a grande imprensa.

Os internautas atentos aos meios de comunicação tem podido tirar as suas próprias conclusões e em uma analise crítica do Brasil em favor da ética e da moralidade, deve sim, saber que as grandes elites de empreiteiros, as grandes elites de banqueiros, as grandes elites sindicais, as grandes elites “donas” de ONG´s fraudulentas e principalmente as grandes elites de “intelectuais”, todas essas “elites” com negócios sujos, frutos dos grandes escândalos de obras superfaturadas do PAC, com convênios de bilhões de reais com as tais “entidades não governamentais” e sem as devidas prestações de contas, e, os grandes banqueiros e especuladores de juros de até 238% ao ano nas costas dos trabalhadores e aposentados, são essas elites, que aportaram grana corrupta nos caixas dois dos partidos políticos e aliciamento de parlamentares no mensalão e nas campanhas e pior, ajudou o PT a praticar essa era perigosa e vergonhosa contra o nosso quase extinto “Estado Democrático de Direito”.

O perigo dos momentos que antecedem os governos ditadores e fascistas são esses, em que os agentes nocivos da democracia buscam aliciar jovens desavisados, ministros das supremas cortes comprometidos com os esquemas pelas suas nomeações partidárias e as demais parcelas da população desinformadas ou hipnotizadas pelas praticas antidemocráticas, usando o fanatismo ideológico para construir novos caminhos para destruir de vez uma sociedade alicerçada nas leis éticas e num judiciário independente em favor do povo, da “Pátria” e dos princípios básicos de honra que norteiam uma sociedade civilizada.

Nenhum governo demite cinco (5) ministros de estado, assim sem mais e sem menos, se não fosse pelas suas também convicções que as graves denúncias de corrupção apresentado pela ( imprensa livre e competente), como foram os casos (Palocci, Alfredo, Novais, Rossi e Orlando) e já caminhamos para outros dois novos escândalos federais. É bom deixar claro nas mentes dos internautas, que este atual regime político implantado pela era “Estado Corrupto de Direito”, pelas acusações formais e inquéritos que correm nas esferas dos tribunais brasileiros e das “Instituições fiscalizadoras e apurados”, nos indícios apurados, podemos deliberar que são mais de 45 bilhões de reais roubados dos cofres públicos, grana fruto desta injusta carga tributária que recaem sobre os cidadãos e as empresas. Dinheiro esse, que se fosse aplicado na saúde, educação, segurança pública e nas nossas rodovias federais, com certeza teríamos melhores qualidades de vida e mais cidadania.

As mazelas públicas estão a “olhos vistos”, as práticas corruptas então sendo mostradas de forma clara e transparente pela “imprensa” e a impunidade, essa cresce cada vez mais, quando, as pessoas que deveriam dar exemplos de ética, trocam os discursos e afirmam que combater a corrupção não é prioridade de governo e sim, “combater a miséria” e ainda, as nossas “Supremas Cortes” são compostas por ministros frutos de nomeações arranjadas para lá na frente, defender nas entre linhas do direito e da ética, os tais “malfeitos”.

Só nos resta é informar cada vez melhor o cidadão e contribuinte honrado, que literalmente acaba pagando as contas dos “malfeitos” e acima de tudo, louvar o papel da imprensa brasileira pelo seu profissionalismo, pela sua imparcialidade nos fatos, ressaltando também a competência dos jornalistas, que estão dando provas que construir verdadeiramente o “Estado Democrático de Direito”, contra esse atual regime político implantado pelo PT, o “Estado Corrupto de Direito”, só tem sido possível graças à coragem e o espelho ético da grande maioria da sociedade.

Sabe o pior, é que o senhor José Dirceu foi homenageado pelos organizadores do 2º Congresso da Juventude do PT, aqui em Brasília, com uma camiseta em que apareceu a sua imagem e a ainda a frase "contra o golpe das elites" e a vergonhosa palavra "inocente", onde os presentes, acharam lindo e aplaudiram de pé o seu segundo maior cacique, depois de Lula.

 

Fonte: Jornalista: João Serra Cipriano - Email: ciprianoserra@yahoo.com.br
 

Mais Sobre Opinião

A fogueira das vaidades

A fogueira das vaidades

O que até agora era bravata, “não é insulto, é o jeito dele”

O bom do silêncio

O bom do silêncio

Bolsonaro disse que não adianta exigir dele a postura de estadista, por que não é estadista.

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.