Sábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Opinião

ARTIGO: PÁTRIA AMADA 'DESFRALDADA'!...


 
Ser patriota exige amor, dedicação e serviço em favor da Nação desprovido de subterfúgios que caracterizem pura patriotice... Ser civilizado requer respeito, cortesia, solidariedade etc...

Uma Nação que deixa de cultuar estes “dogmas milenares” pelo seu povo, quando suspeitar de “vacilos”, por parte das governantes, infalivelmente estaremos á beira do caos.

Não ignorando os princípios de civilidade, mas o setor produtivo do Brasil, talvez esteja se abstendo a oferecer ao ministro Minc e ao deputado e Ex-Ministro Zequinha Sarney, um “sanduíche com carne de cachorro”, porque demonstram não terem noção da dedicação que o trabalhador rural, seja grande ou pequeno, dispensa desde o preparo da terra para formar sua pastagem, até o ponto de ter um boi pronto para o abate...

E vejam que estes ”comandantes” nas rodadas de discussão, sabem conduzir uma linguagem que sensibiliza “democraticamente” a “opinião pública”, resistem direcionar o centro das discussões e das ações, aos pequenos e familiares, por centralizar aí maior número... E os comportamentos arrogantes destes “comandantes”, parece estarem acima da lei ou tenham alguma prerrogativa “extra constitucional”, pois o “plano de desmatamento zero” é apenas uma proposta, que até agora movimentou positivamente os “interessados” e a “massa inconsciente”, mas perturba irremediavelmente os produtores rurais, sendo que esqueceram que para virar lei terá que ser discutida com o setor interessado, aprovado no congresso em dois turnos e sancionado pelo Presidente da República; no entanto, a propositura deva ser ditada pelos “interessados da encomenda” e “os mesmos já a defendem como lei absoluta”. (Os financiadores externos: Príncipe Charles - Sedia em seu País. WWF e Greenpeace além de ser intermediário dos Estados Unidos, o chanceler da Noruega – Granbetania – França - Alemanha, etc.). Que pregam a falsa preocupação de “garantir a sobrevivência” no planeta, quando o objetivo verdadeiro é de “engessar” o Brasil de possível concorrência na oferta de alimentos para um mundo a cada dia mais faminto.

Subentende-se também, que os pequenos não podem nem “sonhar” em ser “grande ou médio” produtor, se quiserem escapar da “lista da navalha”, que é o “grupo alvo”, dos que “encomendaram o serviço”.

Será que nosso governo, que em todas as campanhas para chegar à presidência, tanto combateu estes interesses, não se da conta deste “desvio de foco?...” Pois não se esboça nenhuma reação; pelo contrário, “oficialmente”, sempre que alguém levanta a questão ou quer colocar a nossa realidade à frente e isenta de qualquer interesse estranho, infalivelmente, ou é “triturado” ou no mínimo ignorado.

O Presidente Lula aprendeu um discurso prático, que ressoa plausível numa opinião popular que não tem meios de acompanhar o desenrolar dos fatos, e tomam estas palavras como sendo uma “realização real”, garantindo-lhe talvez estes altos índices de popularidade...

Finalmente, um discurso desses agora virou realidade: os brasileiros amazônidas, enfim, “poderão” regularizar suas posses de terra, mas não podemos deixar de reclamar que deva explicar porque descriminou as empresas Nacionais, apesar do congresso tê-las reconhecido?

Será que pensa que o povo brasileiro já esqueceu da famosa concessão às empresas estrangeiras tanto badalada e comemorada a pouco tempo?...

Mas seria injustiça não reconhecer, que mesmo não atendendo a todos, podemos comemorar este fato, como um ato histórico deste governo, que após as concessões das capitanias hereditárias, ou os assentamentos do INCRA, no governo Militar, tenha agora o presidente Lula determinado o 3º Grande gesto á garantir a propriedade rural ao povo brasileiro...

Porém, documentar terras aos habitantes da Amazônia, só terá sentido, se de fato prevalecer o interesse Nacional, que, não pode ser outro, senão melhorar nossas precárias condições de vida e possamos progredir. Se queremos defender estes princípios, estes fundamentos e adotar o zoneamento Ecológico Econômico e Social, que é o caminho natural para o futuro, nosso governo, terá a obrigação de parar de financiar este “lobi midiático do desmatamento ZERO”, permitindo dentro dum planejamento racional, tendo à frente nossos conceituados pesquisadores do ramo, e que o proprietário possa desmatar até os 20% para uso de subsistência, e permitir que o congresso, ouvindo o interesse Nacional, regulamente o Código Florestal de forma a atender nossas necessidades... Do contrário, se estará certamente, aplicando-se mais um golpe institucional em cima do já quase morto produtor rural... (E aí não teremos nosso saudoso caudilho Leonel Brizola para reclamar...) para que um trabalhador produtor rural haverá ousar ser proprietário de terra, se não lhe for permitido prepará-la para plantar?... ou esta situação seja resolvida sem subterfúgios, ou o pesadelo que passam os atuais proprietários rurais, vai virar um castigo que não é aplicado nem aos presos sentenciados...

Será que a responsabilidade cobrada dos nossos “soldados do progresso”, não deve ser recíproca ou até em maior intensidade, também da parte de nossos “generais?”...Ou o juramento fôra mera formalidade de “cena no palco?...”.

 

EXTREMA – RO PORTO VELHO 29 DE JUNHO DE 2009

JOSE HERMETO MAZURKEWICZ
ZÉ GAÚCHO

Líder Comunitário e pequeno agropecuário há 36 anos na Amazônia

 

Gente de OpiniãoSábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Prometer e não cumprir é o esporte preferido de muitos políticos

Prometer e não cumprir é o esporte preferido de muitos políticos

Por mais que nos esforcemos para acreditar no que dizem alguns políticos, não adianta, com o tempo, eles próprios se encarregam de nos lembrar que f

Entre a ilusão e a realidade, brilha a verdadeira vida

Entre a ilusão e a realidade, brilha a verdadeira vida

Era uma vez uma mulher chamada Maria que passava grande parte da sua vida entre o adormecer e o acordar. Nos seus sonhos, Maria encontrava mundos

Eita, que cara sortudo esse Zé Dirceu!

Eita, que cara sortudo esse Zé Dirceu!

A persistência é uma das qualidades que eu mais admiro no ser humano. Tem gente que não desiste de jeito nenhum de lutar por seus ideiais, ainda que

Pentecostes é o Dia do Espírito Santo

Pentecostes é o Dia do Espírito Santo

Pentecostes é a festa do Espírito Santo, que em termos hodiernos se poderia também dizer que é a festa em que se celebra a proclamação da democrat

Gente de Opinião Sábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)