Porto Velho (RO) sábado, 17 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Artigo: 'Os atos Secretos'


 
“Ninguém pode ser tratado como réu, antes que sejam esgotados recursos a serem julgados...” Assim determina a Constituição Federal do Brasil, segundo a “lei dos homens...” Que a propósito é “recheada de subterfúgios”, permitindo alegações de todo tipo de desculpas do “esperto” que esquiva-se à assumir as conseqüências de seu atos...

Porém, na prática, constata-se com facilidade o uso de dois pesos e duas medidas, basta estar atento e analisar friamente o “teatro” que está “rodando ao vivo”, no Senado Federal da República brasileira, a casa revisora e guardiã da aplicação da “lei”; Aí observa-se que quando a acusação vem de “baixo para cima”, pode ser “matada no peito”, tem que “vir manera”, mas quando vem de “cima para baixo”, já vem com a “sentença determinada”... É o mínimo que pode ser deduzido dentre as “cenas” já exibidas...No caso  particular do Ex-diretor geral do Senado, um cidadão “sisudo” e destacado assessor até então, bastou que fossem revelados desvios de conduta de alguém do “andar de cima”, para ser tratado irrefutavelmente como bandido sentenciado...E vejam que até “ontem” este “sisudo” era bem cortejado por todos. Não podemos ignorar que exercia uma função, a qual tinha que demonstrar alta desenvoltura e irrestrita confiaça. Se houve da parte “deste” desvio de conduta, não pode ser “queimado o arquivo” antes que seja revelado todo seu “conteúdo”, ou como preceitua nossa constituição, lhe seja permitido o contraditório (direito à defesa) como é assegurado aos do “andar de cima”.

Mas  até os habitantes do porão já comentam que estes “espertos e vivos”, sabem que dentre os “subterfúgios da lei”, “tem embutido” um dispositivo que permite ao infrator, por sob suspeitas, todas as provas, por contundentes que possam parecer, negando seu conhecimento. Ademais quando tem como comparsa alguém do “andar de cima”, é só não “abrir o bico”, estará com a “proteção garantida”

Imaginemos os questionamentos que devam estar “intrigando” na mente da “platéia” sobre o tratamento dado aos que se “envolveram” no mensalão, na negociata das ambulâncias, nos “controles” das grandes licitações para não alegar os casos de “lesa pátria” tão evidentes  e atuais?...

A Democracia é o regime de governo que permite acesso e conhecimento público dos atos praticados por detentores de mandato conferido pelo povo (voto), e fôra constituído de três ou quatro instâncias para garantir lisura e transparência (executivo, legislativo,judiciário) e o 4º poder, (a mídia), sua transparência vê-se “blindada” por interesses secretos de alguns que usurpam do poder para locupletação própria, e, setores influentes “desta”, que deveria ter autonomia e isenção, vê-se à cada dia mais “dependente” do poder, como se “dele” fosse parte de fato.

É lamentável, mas são estes os fatos atuais...No nosso Brasil...

 

EXTREMA – RO 
JOSE HERMETO MAZURKEWICZ
ZÉ GAUCHO

 


Mais Sobre Opinião

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual

Vagalumes nas trevas

Vagalumes nas trevas

Mas as trevas não são absolutas: há estrelas, há vagalumes, há réstias de luz