Porto Velho (RO) quinta-feira, 22 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Artigo: Incluir ... o mundo na ponta dos dedos !



Prof Rosildo Barcellos
 
 
"Art. 4

o. – É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do Poder Público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à
profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária."

(Estatuto da Criança e do Adolescente. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990.) 
 
 
Existem coisas nessa vida que quando mencionamos, se é bom acaba e se é mal acontece e fico impressionado a cada dia quando ouço alguém dizer que ama.Assim é a frase: Eu amo meu filho;ou eu amo essa terra ou esse país. Enquanto eu não ver atividade ou pelo menos projetos eu não acredito.Assim é com a inclusão digital. Inclusão pressupõe exclusão e sua conseqüente superação, trazendo em seu bojo o direito à Informação, diminuindo assim as barreiras entre o saber e saber fazer, de um lado, e do não saber e nem saber fazer, de outro, permitindo ao cidadão incluir-se neste mundo contemporâneo cada vez mais informatizado. A inclusão digital é mais um passo em direção da inclusão social, funcionando como uma ponte entre o acesso à informação.E a facilitação do acesso aos serviços e avanços da tecnologia da informação para todos, principalmente àqueles que não possuem meios de provê-los.

Partindo dessa premissa se forem direitos inalienáveis, além da vida, a liberdade e a busca da felicidade e do amor, então o direito à Inclusão Digital está contido nos dois últimos. Sem a inclusão digital e a conseqüente inclusão social é impossível se falar em acesso aos direitos e garantias inalienáveis do ser humano. Agora passemos aos números: O Brasil representa 47,3% de todo o volume de microcomputadores vendidos na América Latina. O México, que está em segundo lugar, responde por apenas 19,5% do total.Em 2007, o crescimento nas vendas chegou a 38%, incluindo computadores de mesa e portáteis. Foram vendidos 9,1 milhões de computadores de mesa, que correspondem a 85% do total do mercado, um avanço de 28% sobre 2006 e o mais interessante é que no Brasil, as estimativas para este ano são de que as vendas de computadores para usuários domésticos vão superar as de televisores.

Com esses dados em mão, seria fácil supor que projetos de educação com o auxílio de computadores estariam esbarrando por nós em cada esquina e infelizmente não é assim. Na verdade são alguns abnegados que levantam a bandeira e vão a luta. Temos por exemplo o projeto cearense "Pirambu Digital" que oferece serviços de desenvolvimento de software, criação de sites, manutenção de computadores, criação de projetos de redes e implantação de projetos de inclusão digital, além de cursos de informática e inglês. Em contrapartida aos serviços utilizados, todos têm que desenvolver trabalhos sociais para a comunidade. Uma das iniciativas da Pirambu Digital é o chamado condomínio virtual, que oferece internet, computadores e treinamento. Um alívio que facilitará em muito as opções para quem quer participar nessa área é o material de Inclusão Digital do Projeto de Documentação do BrOffice.org novas versões para as distribuições Linux Kubuntu e Ubuntu. As duas iniciativas somam-se ao material já disponibilizado na versão original, baseada em OpenSUSE. Ubuntu é um sistema operacional desenvolvido pela comunidade e é perfeito para notebooks, desktops e servidores. Ele contém todos os aplicativos que normalmente utilizamos - um navegador web, programas de apresentação, edição de texto, planilha eletrônica, comunicador instantâneo.

Ressalto também no Acre o projeto "Tom Play - Aventuras Musicais", que visa a alfabetização musical e a inclusão digital. Trata-se de um site de desenhos e jogos (www.tomplay.com.br) voltado para as crianças com o objetivo de ensinar teoria musical de maneira divertida através de um teclado exclusivo ligado a um computador com acesso a internet. O personagem principal da brincadeira é Tom, o tamanduá. Em Mato Grosso do Sul o Programa Luz para Todos inaugurou uma Unidade de Inclusão Digital na Comunidade Vila Novo Belo Horizonte, no município de Alcinópolis (MS).A unidade foi patrocinada pela Eletrosul, que doou cinco computadores e uma impressora para atender cerca de 600 pessoas, entre crianças e adultos, que passarão a ter acesso à informática graças à energia elétrica instalada naquela localidade .Temos também o Projeto Navega Pantanal que tem por objetivo diminuir a distância geográfica, rompendo o isolamento com a educação à distância e a internet. Para a inclusão digital dos povos pantaneiros foram criadas 25 bases informatizadas com sinal via satélite de acesso à internet, cartilhas eletrônicas e vídeos didáticos.

Claro, o governo está propugnando por fazer o seu dever de casa e visando mostrar as diversas ações do Governo Federal relativas ao tema "Inclusão Digital", o Ministério da Integração Nacional, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento do Centro Oeste (SCO/MI), juntamente com governo do Estado de Mato Grosso do Sul, promoveram esta semana, um seminário para discutir sobre a Rede Estadual de Inclusão Digital (REID/MS). Gostei muito de saber sobre o Gesac que leva a internet gratuita de alta velocidade a cerca de 3,8 mil pontos no país. Até 2010, o programa vai conectar 25 mil pontos em todos os 5.565 municípios brasileiros.É preciso que o governo, como principal protagonista, assuma o papel de coordenador e atue em conjunto com sociedade civil organizada e convocando principalmente os pais com o intuito de assegurar o lastro da inclusão digital com temas voltados ao trànsito,as boas maneiras, a moral e ao civismo .Vamos a luta queremos inclusão e educação!

*articulista

Mais Sobre Opinião

O bom do silêncio

O bom do silêncio

Bolsonaro disse que não adianta exigir dele a postura de estadista, por que não é estadista.

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.