Porto Velho (RO) domingo, 18 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Ano Atípico


Faustino Vicente

Apesar de se caracterizar como ano  atípico teremos, como sempre, o nosso carnaval como “comissão de frente” de 2014.

Quando Presidente da Associação Anhanguera da Qualidade, tivemos a felicidade de trazer para Jundiaí o maior carnavalesco da história do Brasil, o  genial Joãozinho Trinta (1933-2011).

No Seminário sobre Criatividade e Motivação, cujo vídeo encontra-se disponível na Secretaria de Cultura de Jundiaí, ele enfatizou que o nosso carnaval é uma autêntica ópera de rua e a maior manifestação cultural ao ar livre do planeta.

Logo após o carnaval, todas as “baterias” de marketing estarão focadas para a Copa Mundo de Futebol que, depois de 65 anos, será realizada em nosso país. Embora o Brasil surja como o grande favorito do evento, Alemanha, Espanha, Argentina e Itália são consideradas, pela imprensa esportiva, como forças capazes de provocar mais um – maracanaço -, a inesquecível  derrota para o Uruguai,  em 1950.

Passada a Copa a classe política, que desde o ano passado articula-se para as eleições majoritárias, colocará seus “blocos nas ruas” com os mesmos monótonos discursos:  fizemos mais e melhor (situação) – fizeram menos e pior (oposição).

O que realmente a população espera é que o foco da propaganda política deixa a mesmice de lado e debata, profundamente, projetos para as 05 reformas estruturais: política, tributária, trabalhista, judiciária e administrativa (federal, estadual e municipal), capazes de reduzir custos, aumentar a produtividade e melhorar a qualidade.

Essas reformas são estratégias para vencermos nossos grandes desafios: 4° ano seguido de crescimento abaixo da media dos países da América Latina, segundo previsão da CEPAL, forte pressão inflacionaria, demanda maior da população por melhores serviços públicos, elevadíssima carga tributária e Custo Brasil incompatível com o retorno à população.

Para que os eloquentes discursos, que os políticos brasileiros fizeram sobre a vida de Nelson Mandela (1918-2013), se transformem num tributo singular, esperamos que eles sigam ( apenas ) um de seus exemplos: exercer cargo eletivo público somente uma vez na vida.

Para justificar a atipicidade deste ano, teremos o desfecho do mais famoso julgamento da nossa história política: o mensalão.

Faustino Vicente – Consultor de Empresas, Professor e Advogado – e-mail: faustino.vicente@uol.com.br– Jundiaí (Terra da Uva) – São Paulo – Brasil

Mais Sobre Opinião

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual