Porto Velho (RO) quarta-feira, 25 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

A operação Lava Jato e o cartel da propina


A operação Lava Jato e o cartel da propina - Gente de Opinião
Marcelo Freire

 

O temido fantasma da operação “Lava Jato” continua infernizando a vida da classe política no Brasil de Norte a Sul, por conta de financiamento de campanhas eleitorais nas eleições de 2010. Desta vez, quem foi alvo de mais uma operação deflagrada pela Polícia Federal foi o presidente da Odebrecht, o empresário Marcelo Odebrecht, e o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques.
 

Gente de Opinião

Talvez sua prisão tenha sido desnecessária nesse momento. Os dois empresários possuem endereço próprio, e são conhecidos no mundo empresarial. Não oferecem, nesse momento, perigo à sociedade. Ele também foi intimado e ouvido recentemente em depoimento prestado na sede da Polícia Federal. É justificativa o motivo da prisão o surgimento de fato novo. E foi justamente o surgimento de novos fatos que culminaram com as prisões de ontem. As duas empresas lideravam o cartel da propina, segundo o Ministério Público Federal.

Em acordo de delação premiada, o doleiro Alberto Youssef afirmou que operacionalizou o pagamento de campanha eleitoral. Em depoimentos colhidos na Operação Lava Jato, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa disse ter arrecadado R$ 30 milhões para caixa 2.

A cada dia que passa, a operação vai tomando novos rumos e aterrorizando, principalmente nos finais de semana, a vida de políticos e ex-parlamentares cujos os nomes foram citados durante depoimentos dos primeiros presos. Não há como divulgar à imprensa, o tamanho do rombo ocasionado no Brasil durante o maior escândalo de corrupção do Brasil.

Pelo decorrer do processo, novos fatos vão surgir nos próximos dias. A situação política no Brasil por conta da operação está ficando cada vez mais insustentável e não se tem previsão de quando os trabalhos de investigação da Lava Jato serão de fato finalizados. Muito peixe graúdo poderá cair e a Justiça tem agindo a conta-gotas com novas prisões todos os meses.

Apesar de toda a roubalheira dos cofres públicos, o Brasil assiste, pela primeira vez, a prisão de  dezenas de milionários e executivos envolvidos na construção de um cartel da propina.

Mais Sobre Opinião

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Até o momento, ao que tudo indica, parece que a definição sobre quem será o próximo prefeito ou prefeita de Porto Velho é “favas contadas”. O atual

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Recebi de um amigo um vídeo em que o candidato à prefeitura de Porto Velho, Vinicius Miguel - em quem votei no primeiro turno da eleição de domingo (1

Os náufragos de 2020

Os náufragos de 2020

Não foi apenas o presidente Jair Bolsonaro que saiu perdendo nas eleições municipais de 2020. A esquerda foi massacrada nas urnas. Exemplo disso é o

O recado das urnas

O recado das urnas

A renovação substancial da Câmara Municipal de Porto Velho, além da decepção causada a muitos dos que atualmente exercem mandato de vereador, há de