Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Opinião

A Alemanha decidiu render-se entregando armas pesadas à Ucrânia + 1° de maio - o dia do trabalhador e alguns países também o dia da mãe


A Alemanha decidiu render-se entregando armas pesadas à Ucrânia + 1° de maio - o dia do trabalhador e alguns países também o dia da mãe - Gente de Opinião

A ALEMANHA DECIDIU RENDER-SE ENTREGANDO ARMAS PESADAS À UCRÂNIA

 

A Alemanha sujeita-se ao Militarismo anglo-saxónico e entrega a Europa com ela ao Ditado dos EUA

 

O Parlamento alemão ao dizer sim à entrega de armas pesadas à Ucrânia (28.04.2022: 586 votos a favor, 100 contra e 7 abstenções), passa a fortalecer os interesses americanos contra os próprios. Esta decisão é mais um sinal da subserviência alemã (política e militarmente identificada e ocupada pelos USA) e com ela a subjugação da restante Europa ao sistema de dominação anglo-saxónico!  Este encontra-se estrebuchando nas fronteiras com a Rússia por se continuar a orientar por velhas doutrinas do divide para imperar e da subjugação financeira ligada internacionalmente ao dólar americano! O boicote económico à Rússia iniciou um movimento trágico, mas, por outro lado, libertador da subjugação ao dólar! De desejar seria que esta crise na Ucrânia possa ocasionar uma viragem histórica (nova ordem mundial) em que a Europa possa assumir uma política de paz através de uma Alemanha irmanada com a Rússia!... Paz na Europa só é possível com a Rússia e não contra ela.  É preciso só dar tempo ao tempo, com ele também os USA se tornarão companheiros da Rússia!

A Alemanha tem sido sobretudo um colosso económico-financeiro com interesses diversificados e como tal habituada a jogar em todo o mundo e de maneira especial na EU. A guerra na Ucrânia revela-se numa catástrofe para a economia da Alemanha que se afirmava em concorrência com a dos EUA.  Os EUA ao levarem a efeito a cartada político-militar concretizada na Ucrânia e ao obterem o apoio incondicional dos novos países da OTAN conseguiram quebrar a força do gigante da economia europeia. O facto de os EUA estarem a ganhar a guerra da informação na Europa deve-se também ao seu direcionado trabalho na Ucrânia e em países como Polónia e outros que, nos últimos anos, se iam afirmando contra certas medidas da EU. Os EUA conseguiram um papel regulador dos acontecimentos na EU e ao mesmo tempo desligar a Europa da Rússia para manterem a supremacia económico-militar no mundo! Enquanto os tecnocratas da EU se perdiam em contendas sobre valores e princípios do estado de direito com os seus novos membros, os EUA apoiavam-nos no sentido de uma política militar anti Rússia e de distanciamento da EU!  Numa palavra: enquanto a EU se perdia em discussões ideológicas a potência anglo-saxónica aproveitava-se das fraquezas da EU no seu sentido de domínio geoestratégico. Enquanto os europeus lutavam por valores os EUA lutavam pelo poder.

Com a precipitação dos acontecimentos na Ucrânia, a Alemanha não teve outro remédio senão ceder à pressão da EU/OTAN, embora o povo alemão se não se encontre convencido, o que se pode antever das hesitações do seu chanceler.  A Alemanha teve que ceder à pressão dos parceiros da OTAN enfraquecendo-se assim substancialmente; uma Alemanha enfraquecida significa também uma Europa mais dependente e com o tempo vencida!  Com as sanções económicas a Alemanha será na EU quem mais perde; este terá sido o maior erro dos USA e da EU que antecipará o fim do domínio anglo-saxónico.  Com a decisão do Bundestag a Alemanha acedeu aos tecnocratas da EU/OTAN e dá sinal de prontidão para ceder a precedência da Europa aos EUA que se afirmam através da política da OTAN…

A Alemanha está na iminência de se tornar numa parte beligerante na guerra com a precipitação dos acontecimentos na Ucrânia, a Alemanha não teve outro remédio senão ceder à pressão da EU/OTAN…

Agora a Ucrânia irá receber armas que também podem atingir objectivos em terreno russo! Selensky atingiu o que queria como actor dos USA. Selensky é um actor e comediante profissional, lavado com todas as águas, que, como consta na imprensa, no uso da sua profissão até nu tocava guitarra com os seus órgãos sexuais. Os governos na Europa mostram-se agora apenas como actores amadores….

Em política só valem os interesses dos mais fortes, o resto é apenas música de acompanhamento para os legitimar! Quem não compreendeu isto ainda não acordou para a realidade político-económico-social, ficando destinado a contentar-se com os améns das próprias opiniões frisadas! Quem quer poder alinha-se aos poderosos; isso acontece em política e no mundo do trabalho! Neste mundo, o oportunismo é lei!...

"Eu costumava pensar que todos eram contra a guerra, até descobrir que havia quem fosse a favor. Especialmente aqueles que não têm de ir” …

A Guerra geoestratégica (imperialismos) entre os USA e a Rússia revela-se uma Catástrofe para a Europa (1). Será criada uma nova ordem mundial, poderá ficar o Ocidente de um lado e a Rússia e China do outro! Dado passarmos a não usufruir tão facilmente dos produtos baratos da China e das matérias primas baratas da Rússia, todo o cidadão terá de começar a viver mais modicamente!

Os EUA ao apostarem com Selensky na intensificação da guerra impediram que a Alemanha e a EU negociassem com a Rússia, um compromisso conciliador; deste modo contribuem para que a Ucrânia seja dividida e a Europa enfraquecida!

A Europa corre o perigo de se tornar definitivamente dominada pelo espírito anglo-saxónico; seria de esperar dela conseguir uma inclusão equilibrado das mentalidades anglo-saxónica, nórdica e latina! O espírito latino tem sido menosprezado, também na EU. É de esperar que depois do conflito na Ucrânia a Europa, após um curto período de horror volte a si para poder iniciar uma era da paz no mundo!

António da Cunha Duarte Justo

Texto completo e notas em Pegadas do Tempo, https://antonio-justo.eu/?p=7381

            1° DE MAIO – O DIA DO TRABALHADOR E NALGUNS PAÍSES TAMBÉM O DIA DA MÃE

 

Trabalho é um Direito e mais que uma Obrigação

 

Trabalho é também uma forma de valorização e de emancipação social. O facto de este ano se festejarem o dia do Trabalhador e da Mãe juntos (por calhar no primeiro domingo de maios) ganha um sentido especial atendendo a que a sociedade se tem aproveitado injustamente do trabalho dasmães sem as recompensar!

A luta dos trabalhadores conseguiu restituir-lhes mais dignidade na sua maneira de estar em sociedade. Também o trabalho formal foi o que, socialmente, proporcionou às mulheres independência económica a nível familiar, de maneira a equilibrar a distância entre homem e mulher! Essa distância era marcante pelo facto de a sociedade fazer discriminação entre as diferentes formas de trabalho! Na jerarquia social, a forma de trabalho ainda se revela como configuração determinante de diferenciação.

Com o home office, as discussões sobre horário de trabalho tendem a acabar. Passa-se a ter mais independência que reverte no bem da empresa devido à disponibilidade constante dos trabalhadores. Muitos dos custos da empresa são transferidos para a casa dos empregados.

Os sindicatos para não perderem significado nem sentido terão de conceber uma nova arquitetura de segurança para o trabalhador; esta terá de alargar o seu âmbito de acção também para os trabalhadores não filiados, porque se torna cada vez mais urgente lutar pela justiça distributiva. Uma sociedade escravizada à moeda que cada vez produz mais oligarcas (reinado dos poucos, numa cumplicidade entre riqueza e política) e mais plutocratas (reinado dos super-ricos à margem ou acima da lei) terá de controlar o mundo financeiro que pertence aos juguladores do dinheiro!

A discriminação, na sociedade ocidental, tem sido fortificada pela herança grega que fazia depender a dignidade humana da “dignidade” atribuída ao trabalho e não à pessoa! Na mentalidade grega o trabalho físico era algo inferior destinado aos escravos e mais tarde aos servos, criados, etc. (Os filósofos, membros de famílias abastadas, podiam dedicar-se ao “ócio” produtivo na consciência de que saber é poder!).

Na era cristã afirmou-se a filosofia do “ora et labora” (trabalho também é rezar) dando-se, deste modo uma valorização humana e social ao trabalho! Nesta ordem de ideias, trabalho é parte da realização humana participante da actividade divina e tão digno como a oração; segundo o princípio cristão a pessoa é que dá dignidade ao trabalho e não o trabalho à pessoa.  O princípio básico da regra beneditina (ano 529) que, na sua maneira de viver, estruturava o seu dia segundo a divisa "Rezar, trabalhar e ler" influenciou o desenvolvimento de uma “Europa” que nascia ao lado dos mosteiros.

Hoje trabalho é energia, energia concentrada em capital. O valor do que se adquire é dado pelo trabalho. O trabalho transformou-se em mercadoria e como tal em mero negócio como quer uma sociedade mecanicista, mercantilista e materialista interessada apenas em funções.

Trabalho é a forma de realização humana por excelência e como tal inerente à pessoa como se pode ver já na atividade criativa expressa na necessidade e modo de jogar das crianças; segundo este impulso sem atividade não há felicidade; trabalhar é um direito não uma obrigação! Também sob o ponto de vista bíblico, trabalhar é esforço, é criar e Domingo é o dia em que Deus deixou de trabalhar… Como se vê; também Deus trabalhou mas sem se perder no trabalho!...

Com as novas formas de organização do trabalho talvez nos aproximemos mais da divisa acima descrita.

António da Cunha Duarte Justo

Pegadas do Tempo, https://antonio-justo.eu/?p=7395

(1) Aristóteles dizia sobre o trabalho: “Todos aqueles que nada tem de melhor para nos oferecer que o uso de seu corpo e dos seus membros são condenados pela natureza à escravidão. É melhor para eles servir que serem abandonados a si próprios.”

 

O EURO DESVALORIZA-SE EM RELAÇÃO AO DÓLAR

Desde Janeiro, o euro desvalorizou-se em 7,6%.

As razões residem sobretudo na guerra militar Ucrânia e na guerra económica do ocidente contra a Rússia. Devido ao fornecimento de gás, os investidores mundiais estão a divorciar-se do euro. A Rússia reagiu às sanções contra o banco russo decretando que o gás será agora pago em rublos e não em euros ou dólares. Além disso os riscos políticos na Europa sobrecarregam o euro. A economia alemã, que é geralmente a locomotiva da Europa está a ser amortecida.

Para os exportadores europeus, um euro fraco favorece as exportações, mas as importações de mercadorias importantes como o petróleo e outras matérias primas tornam-se mais caras porque são comercializadas em dólares no mercado mundial.

Em 29.04 a taxa de câmbio do euro era de 1,0540 dólares. Em Janeiro, um euro custou 1,14 dólares.

Deixemo-nos sorpreender com o que vai acontecer com o choque da inflacção e a evolução das taxas de juro!

António da Cunha Duarte Justo

Pegadas do Tempo, https://antonio-justo.eu/?p=7387

Mais Sobre Opinião

A arte de questionar + O batalhão Azov rendeu-se + A adesão da Finlância e Suécia à nato possibilita o controlo dos usa sobre a Rússia

A arte de questionar + O batalhão Azov rendeu-se + A adesão da Finlância e Suécia à nato possibilita o controlo dos usa sobre a Rússia

A ARTE DE QUESTIONAR Uma sociedade-ideologia-opinião que não se questiona não avança O filósofo Sócrates usava do método maiêutico (arte de realizar

Rondônia: um dos estados mais violentos do Brasil

Rondônia: um dos estados mais violentos do Brasil

Rondônia se apresenta, hoje, como um dos estados mais violentos da federação. Essa afirmação não é minha. Quem garante isso é o Núcleo de Estudos da

Dr. Santana, obrigado!

Dr. Santana, obrigado!

Se tem uma coisa que me deixa extremamente desconfortável é com a danada da ingratidão.  Aprendi,  desde tenra idade,  que, quem dá geralmente não es

Finlândia e Suécia solicitam precipitadamente a admissão à nato + Família + Eurovisão da canção 2022 - Ucrânia

Finlândia e Suécia solicitam precipitadamente a admissão à nato + Família + Eurovisão da canção 2022 - Ucrânia

FINLÂNDIA E SUÉCIA SOLICITAM PRECIPITADAMENTE A ADMISSÃO À NATO50° Aniversário da Política alemã de Mudança através de AproximaçãoCom a solicitação