Porto Velho (RO) domingo, 9 de maio de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Setor produtivo se organiza para viabilizar cooperativas


A iminente inauguração, em Pimenta Bueno, do primeiro frigorífico cooperado de Rondônia está provocando uma série de iniciativas de autoridades vinculadas à Secretaria de Estado da Agriculturas, Produção e do Desenvolvimento Econômico e Social (SEAPES), empresários, investidores, produtores rurais e demais interessados no êxito do empreendimento, que recebeu R$ 18 milhões em investimentos do Banco da Amazônia (BASA) e R$ 12 milhões em aportes de capital originado de cotas vendidas a 526 cooperados desde 2004. Uma destas iniciativas acontece na área de Vigilância Sanitária, onde tem aumentado a demanda por postos avançados de atendimento da agência de defesa sanitária animal e vegetal (Idaron).

Cerca de 800 famílias de criadores de gado do distrito de Novo Plano, em Chupinguaia, responsáveis por um rebanho estimado em 27 000 cabeças, reuniram-se no último domingo com representantes da Organização da Cooperativas do Brasil (OCB) para reivindicar a abertura, naquela localidade, distante 40 quilômetros do perímetro urbano de Chupinguaia, de um posto avançado da unidade de vigilância do Idaron na cidade.

“Cada vez que precisamos vender novilhas, comprar um tourinho ou simplesmente mudar o gado de pasto, o gasto é de no mínimo 50 reais, entre passagens e refeição, daqui até a cidade”, afirmou o líder comunitário Chico da Emater, ex-funcionário da empresa de assistência técnica e extensão rural.

Presente à reunião, o presidente da OCB-RO, Salatiel Rodrigues, prontamente encaminhou a reivindicação ao chefe do Idaron em Vilhena, Adauto Mâmbula, ao qual subordina-se o escritório de Chupinguaia. No decorrer da semana, a demanda foi alvo de indicação ao poder Executivo na sessão da Assembléia Legislatia, encaminhada pelo deputado estadual Luiz Cláudio (PTN).

“Este grande empreendimento está em sua fase final, já que, nesta segunda-feira, dia 20, técnicos do Ministério da Agricultura enviados de Brasília irão realizar a vistoria final nas máquinas, equipamentos e instalações para que a Cooperocarne seja autorizada a funcionar pelo Serviço de Inspeção Federal”, informou o secretário titular da SEAPES, Marco Antonio Petisco. Ele lembra que, estando organizados em cooperativas, os pequenos criadores podem vender animais à Cooperocarne e, futuramente, também à Cooperari, beneficiando-se da legislação fiscal favorável que rege as relações  comerciais inter-cooperativas.

Fonte: Decom

Mais Sobre Municípios

Tarifa a R$1 no transporte coletiva começa a valer na segunda-feira (10)

Tarifa a R$1 no transporte coletiva começa a valer na segunda-feira (10)

No próximo domingo (9), encerra o prazo de gratuidade da tarifa no transporte coletivo em Porto Velho. A partir de segunda-feira (10), até o dia 9 de

Iniciada as ações de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Rolim  de Moura

Iniciada as ações de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Rolim de Moura

A Secretária Municipal de Assistência Social de Rolim de Moura (RO) Sandra Miranda, informou que as ações para chamar atenção da sociedade rolimoure

ACR reivindica aumento do número de ônibus em Porto Velho

ACR reivindica aumento do número de ônibus em Porto Velho

A mais antiga e prestigiada associação comercial de nosso estado, a Associação Comercial de Rondônia-ACR, fundada em 30 de setembro de 1928, sob o n

Servidores da saúde de Porto Velho avaliam importância da rotina de dedicação

Servidores da saúde de Porto Velho avaliam importância da rotina de dedicação

O Dia do Trabalhador esse ano é diferente para muitos dos servidores do município de Porto Velho. A pandemia da Covid-19 mudou a rotina para quem atua