Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Rio Guaporé atinge 7,24 metros e deixa estradas debaixo d' água em Pimenteiras



Com as chuvas no oeste de Mato Grosso e leste da Bolívia, o nível do rio Guaporé no sul de Rondônia já é maior que o verificado no ano passado. Diversas estradas em Pimenteiras do Oeste estão totalmente alagadas. As chuvas na região persistem podendo agravar a situação.


Daniel Panobianco - O rio Guaporé está transbordando no sul de Rondônia. O nível registrado pela estação telemétrica da ANA (Agência Nacional de Águas) atingiu às 3 horas (local) desta sexta-feira (20), 7,24 metros, cerca de 1,50 metros acima do nível normal. No mesmo período do ano passado, o nível estava 6,70 metros e o ápice, de 7,18 metros, foi registrado no dia 4 de abril, quando toda a região sofreu com a enchente.

Diferente do ano passado, quando um córrego que passa pela cidade transbordou, este ano a cheia limita-se apenas à zona costeira e aos diversos pontos de escoamento, como linhas e estradas secundárias até próximo ao município de Cerejeiras.

As linhas, 3, 4, 5 , 6, 7, 8, 9 e 10 estão completamente alagadas, com águas em alguns pontos até um metro acima do limite de transbordamento.

Os rios Arara e Santa Cruz, que passam entre Pimenteiras do Oeste e Cerejeiras, também transbordaram e alagaram as áreas de declive.

O rio Guaporé nasce no oeste de Mato Grosso, na região de Vila Bela da Santíssima Trindade. Os dados de outra estação telemétrica da ANA apontam que nesta região, o nível continua acima da cota de alerta, o que indica que os alagamentos no sul rondoniense devem persistir. Além disso, a chuva voltou a cair na região nas últimas horas, o que complica a situação da enchente.

O escoamento da produção agrícola na região está comprometido e algumas famílias correm o risco de ficarem isoladas devido aos alagamentos e as péssimas condições de trafegabilidade das estradas.


Rio Machado - Ji-Paraná
Após atingir ontem, o nível de 9,92 metros, o rio Machado baixou em Ji-Paraná. Dados da estação telemétrica da ANA indicaram às 13 horas (local) de hoje, nível de 9,85 metros. O limite da cota de alerta é de 9,78 metros. Os alagamentos observados ao leito no bairro Duque de Caxias já não ocorrem mais.

Rio Madeira - Fortaleza do Abunã (Porto Velho)
A estação Morada Nova, na jusante em Fortaleza do Abunã, distrito de Porto Velho, na divisa com a Bolívia, registrou às 13 horas (local) de hoje, nível de 14,04 metros. O limite da cota de alerta é de 13,72 metros na região.

Rio São Domingos - São Francisco do Guaporé
Após as cheias registradas entre Costa Marques e São Francisco do Guaporé, o nível do rio São Domingos voltou ao normal e os alagamentos observados nas estradas, diminuíram.

Rio Jaru - Jaru
O rio Jaru baixou no município de mesmo nome, mas ainda permanece acima da cota de alerta. Os dados da estação telemétrica da ANA acusaram para 8,44 metros, estando ainda cerca de 1,10 metros acima do nível normal. No final de semana, o mesmo chegou a 8,88 metros alagando várias fazendas na região.

Rio Jamarí - Ariquemes
Em Ariquemes, a situação do rio Jamarí é de alerta Os dados da estação da Eletronorte mostram que o mesmo está em 7,05 metros, quase o mesmo valor verificado quase duas semanas atrás, quando alguns bairros da cidade ficaram alagados.

Rio Barão de Melgaço - Pimenta Bueno
Em Pimenta Bueno, o rio Barão de Melgaço, que havia subido nas últimas 24 horas por conta das chuvas que caíram no município de Vilhena, baixou novamente estando em 4,56 metros. O nível de alerta começa a partir de 5,35 metros.

Rio Antõnio João - Primavera de Rondônia
O rio que detém o maior aumento até agora é o Antônio João em Primavera de Rondônia. A estação da concessionária que administra a PCH (Pequena Central Hidrelétrica) na região, a HIDROTEL, indicou nível de 7 metros ao meio-dia de hoje. O nível normal é de 4,75 metros, segundo a mesma. O aumento considerável deve-se ao volume de chuva acumulado no interior de Santa Luzia d' Oeste desde domingo, onde o mesmo se forma.

Dados: ANA - Eletronorte - HIDROTEL
(Fonte: De olho no tempo)

 

Mais Sobre Municípios

Inscrições em conferência sobre urbanização e envelhecimento saudável seguem abertas até sábado

Inscrições em conferência sobre urbanização e envelhecimento saudável seguem abertas até sábado

A Conferência Livre PVH50+, promovida por iniciativa do Centro de Estudos e Pesquisas de Direito e Justiça, selecionada pelo Ministério do Desenvolvi

Sine Municipal de Porto Velho realiza cadastro de jovens na Associação Luz do Alvorecer

Sine Municipal de Porto Velho realiza cadastro de jovens na Associação Luz do Alvorecer

Com o propósito de fazer o cadastro de jovens aprendizes para encaminhá-los ao primeiro emprego por meio da Intermediação de Mão de Obra (IMO), equipe

Empenhado: Buritis recebe R$ 800 mil para iluminação em LED, ciclofaixa e fabricação de bloquetes

Empenhado: Buritis recebe R$ 800 mil para iluminação em LED, ciclofaixa e fabricação de bloquetes

O presidente Alex Redano (Republicanos) confirmou a destinação de R$ 800 mil em recursos para Buritis, assegurados através de seu mandato junto ao G

População se revolta e coloca fogo em ponte de madeira de União Bandeirantes

População se revolta e coloca fogo em ponte de madeira de União Bandeirantes

Uma ponte de madeira que permitia a travessia no distrito de União Bandeirantes o rio, foi parcialmente reduzida a cinzas, na madrugada desta segund