Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de janeiro de 2022
×
Gente de Opinião

Municípios

Projeto Ler da Camargo Corrêa é concluído em Guajará-Mirim


Identificar e potencializar oportunidades de desenvolvimento social nas regiões onde a empresa atua é um dos grandes desafios e meta da Construtora Camargo Corrêa, que tem em sua história a marca da responsabilidade social. No último fim de semana, autoridades e educadores da cidade de Guajará-Mirim estiveram em festa. O motivo, a conclusão do projeto Ler: Prazer e Saber, realizada na entidade social Centro Despertar, situada no município.

Ação do programa Escola Ideal, da Construtora Camargo Corrêa, o projeto é responsável pela formação de 44 profissionais de educação. De acordo com Toni Niccolini, coordenador do programa Escola Ideal, os professores atuam como mediadores de leitura junto aos alunos. “Tudo começou há um ano e meio, com a construção dos móveis que armazenam e levam os livros para as salas de aula. O objetivo é estimular a prática da leitura e o letramento dos envolvidos, com as atividades desenvolvidas pelos educadores”, ressalta.

O projeto envolveu 22 escolas municipais, beneficiando 8,8 mil alunos do ensino fundamental. Também foram entregues bibliotecas móveis – com rodinhas que possibilitam o acesso em todas as turmas. Em 2011, as escolas de Guajará-Mirim receberam 6,6 mil livros.

A leitura, comprovadamente, estimula a criatividade e enriquece o vocabulário das pessoas. Para o Prefeito de Guajará, o projeto Ler: Prazer e Saber permite o crescimento intelectual dos jovens, tornando-os mais críticos. “Agradeço ao Instituto Camargo Corrêa por realizá-lo em nossa cidade. A leitura é capaz de mudar a vida das pessoas. Ela permite que os cidadãos cresçam e busquem novos caminhos. Nossa cidade está mudando depois de sua implantação”, afirma.

Segundo Cecília Félix de Godoy, do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), o estímulo à leitura evita a postura ociosa que muitos jovens vêm praticando. “As rodas de leitura aumentam a interação dos alunos. Hoje em dia, eles ficam em frente dos computadores a maior parte do tempo. A leitura de livros é cada vez menos constante. A ação estimula a retomada do hábito de ler”, explica a Coordenadora, reforçando a importância da leitura. O Cenpec, organização parceira do projeto, foi responsável pela formação dos professores.

Regado a muito encanto e poesia, o evento de conclusão do Ler: Prazer e Saber encheu os olhos das alegres pessoas da cidade de Guajará. Foram apresentadas peças teatrais, rodas de leitura, além das coloridas danças e fantasias dos componentes do Boi-Bumbá, Flor do Campo (grupo folclórico local). Nada mais justo, para comemorar a conclusão de um projeto de tamanha importância, afinal, como diria o Secretário Municipal de Cultura, Miguel Edson Hurtado: “ler é saber”.


Parceria que dá certo

O projeto Ler: Prazer e Saber é realizado pela Construtora Camargo Corrêa, Energia Sustentável do Brasil, Instituto Camargo Corrêa e Secretaria Municipal de Educação de Guajará-Mirim (RO), em parceria com o Centro Despertar e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Fonte: Comunica

 

Mais Sobre Municípios

Ariquemes inicia campanha de vacinação infantil contra Covid-19

Ariquemes inicia campanha de vacinação infantil contra Covid-19

A Prefeitura de Ariquemes, através da Secretaria Municipal de Saúde – Semsau, dará início nesta terça-feira, 18/01, a campanha de vacinação infantil

Com recurso do Estado, obras de revitalização do asfalto avançam em Porto Velho

Com recurso do Estado, obras de revitalização do asfalto avançam em Porto Velho

A obra de recapeamento asfáltico da avenida Mamoré, uma das principais vias da zona Leste de Porto Velho, está em execução desde dezembro e 4,1 km est

Denúncia do vereador Fogaça ao TCE sobre álcool comprado pela SEMED gera notificações ao prefeito Hildon Chaves

Denúncia do vereador Fogaça ao TCE sobre álcool comprado pela SEMED gera notificações ao prefeito Hildon Chaves

Através de despacho do Conselheiro Relator Valdivino Crispin de Souza, o Tribunal de Contas do Estado de Rondônia estabeleceu diversas notificações co