Porto Velho (RO) segunda-feira, 21 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Prefeitura combate a proliferação do caramujo africano


  
A Secretaria Municipal de Saúde-Semus, na primeira semana de março, deu início a Campanha de Combate a proliferação do caramujo africano, que nesse período chuvoso em Vilhena aumenta. O trabalho de combate ao caramujo africano é realizado pelos Agentes de Endemias (antiga Funasa), em parceria com os Agentes Comunitários de Saúde-ACS.

Segundo a Semus o combate ao caramujo acontece diariamente, mas no mês de março o combate se intensificou, com a visita dos Agentes Comunitários e os Agentes de Endemias, informando a população o que fazer para que o molusco não se prolifere ainda mais. Ambos receberam orientações necessárias e tiveram suas áreas de abrangência definidas para cada equipe.

Outra medida realizada pela Semus foi instalar em cada Posto de saúde um recipiente apropriado para depositar os caramujos. Os agentes visitam as casas explicando aos moradores a maneira correta de colher os caramujos. A orientação dos agentes é que a população sempre use luvas ou uma sacola para recolher os moluscos e colocá-los em sacolas plásticas, e encaminhar aos pontos de coleta mais próximo da sua casa.
São ao todo oito pontos de coletas, no Caps (5º Bec) e nos seguintes postos: no São José, no João Luiz (Centro), Cristo Rei, no posto da Brigadeiro, no posto do setor 8,setor Industrial, Divisão de Endemias ( antiga Funasa), após coletados pela população os caramujos que estão nos recipientes são recolhidos por uma empresa especializada que realiza a incineração.

Como evitar

A ação da secretaria de Saúde é fundamental para orientação da população na eficácia do combate a proliferação do caramujo.

“Precisamos da colaboração da população, afinal essa é um ação conjunta, com a comunidade para isso é necessário que os moradores mantenham o terreno sempre limpo e sem entulhos. Esses dois procedimentos evitam 80% a proliferação do caramujo africano”, salientou secretário de Saúde, Vivaldo Carneiro.

A Prefeitura lembra, que é importante que os proprietários de terrenos baldios, sempre rocem esses espaços para que os caramujos não se proliferem. Um caramujo pode pôr até 200 ovos a cada dois meses, e após cinco meses os filhotes crescem tornando-se adultos, podendo também se reproduzir. Lembrando que o animal sobrevive em terrenos sujos e baldios, plantações abandonadas, sobras de construções, pilhas de telhas, e tijolos, por essa razão a participação e a colaboração da comunidade é de estrema importância.

Fonte; Ascom
 

Mais Sobre Municípios

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Setembro é o mês de intensificação das ações de prevenção ao suicídio através da campanha Setembro Amarelo. Em um ano de pandemia, com o isolamento

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor  Renê

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor Renê

É com profunda tristeza que a prefeitura de Rolim de Moura (RO) comunica o falecimento do médico Renê Alfredo Delgadillo Salgueiro, vítima da COVID-

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolesce