Porto Velho (RO) domingo, 20 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

OBRAS: Governo da Cooperação investe mais de R$ 70 milhões em Ji-Paraná


 

Gente de Opinião

Ao programa ‘Fique ligado’, que foi ao ar ao vivo, às 6h30, em baixo do viaduto nd BR-364, na entrada da cidade, Confúcio, respondendo ao repórter e deputado estadual Euclides Maciel, fez um balanço das obras entregues e em andamento no segundo município em população e arrecadação do estado. “Já investimos aqui, somente através do Deops e DER, mais de R$ 70 milhões dos cofres do Estado, sem contar as verbas do governo federal e as contrapartidas da prefeitura”, afirmou o governador.

Igarapé Pintado

Euclides Maciel, por ter um tempo limitado para a entrevista, enumerou apenas as obras mais relevantes, como as do Igarapé Pintado, com um orçamento de R$ 8 milhões que, nas palavras de Confúcio, “é uma obra suada como a casa da gente. Demora, mas é uma alegria, é um ponto de encontro das famílias de Ji-Paraná. Um local romântico, onde os casais fortalecem sua relação e os solteiros podem encontrar suas caras-metades”.
 
 
Gente de Opinião

 “Este igarapé estava uma vergonha e fica no bairro mais populoso daqui, o Nova Brasília, e lá estão sendo feitas a drenagem e a urbanização, a exemplo do mesmo tipo de espaço em Porto Velho, Ariquemes, Jaru, Buritis, Vilhena e outros, onde havia risco de desabamento e mesmo mortandade de crianças que brincavam nas suas imediações. Buscamos as experiências em Manaus (AM) e Rio Branco (AC) onde inspecionamos o Canal da Maternidade e vimos que é uma beleza, com pista de caminhada, academia ao ar livre, área de descanso e muito mais. Só que aqui, vamos construir também um campo de futebol com grama sintética”, informou Confúcio.

Macro drenagem

Confúcio confidencia, “estamos investindo pesado em uma obra que ninguém vê, pois está debaixo dos nossos pés, que é a macro drenagem dos solos arenosos ou suscetíveis de afundamento, onde o nosso pessoal retira o excesso de água e já aproveita para fazer o saneamento com esgoto sanitário. Ninguém vê isso e nenhum governante teve coragem para realizar este tipo de obra que é para todos. Imagine seu filho daqui a uns anos, passeando de mãos dadas com a namorada sem saber que onde pisam. Você vai ter que contar para eles que aquilo era, antes, um alagado danado e isso deixa a gente cheio de orgulho e satisfação, não é?”, finalizou.
 
 
Gente de Opinião

50 quilômetros de asfalto urbano

Euclides Maciel afirmou que “dos 50 quilômetros previstos, 15 já foram concluídos e entregues nos dois distritos”, e perguntou, “o senhor acredita que o cronograma será cumprido?”. Com o bom humor que lhe é peculiar, o governador respondeu, “não tenho a menor dúvida disso, pois quando fui buscar o Lúcio Mosquini, que estava bem quietinho trabalhando nas suas empresas em Jaru, não sabia que estava contratando o ‘Neymar’. O homem marca gol o tempo todo, e já tem gente querendo comprar o ‘passe’ dele, só que eu não vendo de jeito nenhum”.

Confúcio falou ainda, da necessidade de ajudar os municípios com asfalto urbano. “Logo no começo do meu governo, vimos que seria necessário asfaltar mais de 500 quilômetros de ruas e avenidas dos nossos 52 municípios. O custo disso era astronômico diante da nossa arrecadação, mas tinha que ser feito e fomos atrás da experiência do Lúcio que aceitou de pronto e optou pela administração direta”.

“O danado foi até os Estados Unidos e compramos, à vista, equipamentos no valor de mais de R$ 4 milhões, que garantem uma durabilidade de até 12 anos para a camada asfáltica e que são aquelas máquinas grandonas, que mais parecem tanques de guerra, que vão arrancado tudo e colocando o asfalto usinado novinho no lugar e o resultado é, o estado, que tinha pouco menos de 300 máquinas, hoje, tem mais de 600 e o metro de asfalto ficou quase pela metade do que cobram as empresas por aí”, finalizou Confúcio.
 
 
Gente de Opinião

Morada Nova e Minha Casa Minha Vida

“Sei que vou fugir um pouco do foco da entrevista, mas tenho que ressaltar o programa habitacional do governo federal em parceria com o estado de Rondônia. Governador, o que pode ser dito do Morada Nova?”, questionou Maciel. “Sabe Euclides, foi bom você perguntar, porque a minha língua já estava coçando de vontade de falar deste programa maravilhoso da presidente Dilma. Vou citar uns dados que já foram publicados, mas que continuam atuais. O Morada Nova, tocado pela Seas, está tornado realidade o sonho da casa própria para vários rondonienses. O objetivo é dar moradia para quem não tem e nem pode construir. Gente pobre, velhinhos, pessoas com dificuldades especiais. É um investimento em habitação de interesse social em seis municípios com população acima de 50 mil habitantes, entre eles, Ji-Paraná, que foi contemplado com 593 moradias”.

Continuando, Confúcio cita, “essas 593 famílias receberão suas casas até dezembro deste ano, e os investimentos para reduzir o déficit habitacional não param por aí, já autorizei a liberação do recurso, como contrapartida, no valor de R$ 2 milhões que vai permitir a construção de mais 1.500 casas aqui, totalizando mais de 2.000. Ora, o déficit habitacional em Ji-Paraná é de quatro mil casas. Com esse novo contrato, vamos reduzir na metade o déficit no município e ainda proporcionar moradia digna a mais de duas mil famílias de baixa renda e isso me deixa muito feliz”.

Anel Viário

Euclides Maciel, antecipou o motivo desta viagem do governador Confúcio Moura a Ji-Paraná, insinua, “dutor Confúcio e o Anel Viário, sai ou não sai?”. O governador, sempre surpreendente, diz ao entrevistador, “olhe só como estou bem informado: você sabia que a cidade vai ter um grande shopping center, no valor aproximado de R$ 100 milhões, e um quartel do Exército, com mais de 800 soldados e suas famílias, no Anel Viário de Ji-Paraná?”.

Antecipando a resposta de Euclides, o governador continua dizendo, “pois é e digo mais, os embargos, que são normais, e imbróglios políticos já foram todos superados e agora vamos colocar as máquinas para trabalhar de imediato. O que importa agora é que as pessoas de Ji-Paraná, de toda a região, de todo o nosso estado, do Acre e de todo o Brasil, junto com os motoristas, em especial os caminhoneiros, vão poder transitar com mais segurança e rapidez“.

“Queremos dar um solavanco na minoria da população que não acreditou no seu sonho e nem na nossa capacidade de cumprir promessas. Acorda minha gente! Aos que são a maioria e continuaram lutando pelos seus ideais, convoco para que se uma, a nós, seu governo, e nos ajudem a surpreender, a cada dia, com mais obras e com o aumento da qualidade de vida de todos os rondonienses”, finalizou o governador.

Da entrada da cidade de Ji-Paraná, a comitiva governamental seguiu para a rádio Alvorada AM onde, no programa ‘Rondônia ao vivo’, Confúcio Moura concedeu uma entrevista.

Beira Rio Cultural

O governador começou dizendo que não esqueceu as obras do Beira Rio Cultural e nem os R$ 2 milhões que estamos investindo na sua revitalização. “Rondônia está cheio de milionários, pois, vejam, quem tem suas terras regularizadas através do CAR (Cadastro Ambiental Rural), que agora é obrigatório para se conseguir empréstimos com isenção ou a juros bem baixinhos, se tiver uma gleba de 100ha pode se considerar um milionário”.

Crescimento de 6% no ano de 2012

Voltando aos investimentos, Confúcio lembrou que “estamos tendo um crescimento acima da maioria dos estados e do próprio Brasil. Enquanto o crescimento médio foi de 4%, nós, com todas as dificuldades e respeitando a lei de Responsabilidade Fiscal, crescemos 6% em 2012”.

União política

“Você quer ver atraso, é briga! A população fica desanimada e perdida. O que procuramos é agir de forma política, ética e buscando apoio em todos os segmentos. A soma das ações políticas é que está transformando Ji-Paraná e Rondônia”, pontuou o governador citando o momento político.

Internet via fibra ótica para todos

“A fibra ótica já passou aqui e quero colocar ela em todas as cidades de Rondônia. Quero Internet banda larga de graça nas escolas, nos quartéis, nas autarquias, nos hospitais e em todos os pontos que forem possíveis. Quero que os prefeitos lancem mãos dessa tecnologia e a levem para as suas cidades. Vocês prefeitos podem, inclusive, colocar Internet de graça em praças e até bairros inteiros gratuitamente, para que a população utilize sem restrições, para que as garotas mandem seus ‘torpedos’ pelo celular, que as donas de casa acessem suas receitas preferidas nos seus computadores na cozinha, para que os jovens estudem em casa ou confortavelmente em uma lanchonete”, disse Confúcio.

Ao se despedir dos ouvintes disse o governador, “vou vir a Ji-Paraná todas as semanas, mas não é a passeio ou visitar, mas para inaugurar e lançar novas obras”.

Fonte: Marco Aurélio Anconi
Fotos: Marcos Freire
Fonte: Decom

Mais Sobre Municípios

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Setembro é o mês de intensificação das ações de prevenção ao suicídio através da campanha Setembro Amarelo. Em um ano de pandemia, com o isolamento

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor  Renê

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor Renê

É com profunda tristeza que a prefeitura de Rolim de Moura (RO) comunica o falecimento do médico Renê Alfredo Delgadillo Salgueiro, vítima da COVID-

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolesce