Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

MPF explica a trabalhadores rurais situação de terra indígena



Em reunião com representantes rurais, MPF informou que não há decisão judicial para desalojar famílias em Alvorada D'Oeste e Urupá

Representantes dos trabalhadores rurais de Alvorada D'Oeste e Urupá estiveram ontem na unidade do Ministério Público Federal (MPF) em Ji-Paraná para pedir esclarecimentos sobre a situação fundiária de uma faixa de terras que envolve os dois municípios. A área é considerada terra indígena dos índios isolados jurureís e os agricultores temem ser desalojados. O procurador da República Daniel tranqüilizou os representantes dos trabalhadores rurais, informando que a decisão judicial que tratou do assunto determinou exclusivamente a preservação ambiental da área e não há qualquer determinação para retirada dos atuais ocupantes. 

O procurador explicou que a Fundação Nacional do Índio (Funai) considerava que os índios jurureí já estava extintos desde 1960 e que por esta razão a área não foi pesquisada anteriormente como sendo de ocupação indígena. Em 1996, descobriu-se que o povo indígena Jurureí estava vivo. O Tribunal Regional Federal (TRF) declarou em sua decisão que “eles (os índios) não foram extintos, não sumiram e nem desocuparam o lugar, apenas se mantiveram em movimentação constante (nômade) e escondidos, sem desejar contato com os ditos civilizados. Sua ocupação tradicional permaneceu, apesar de não ser aparente para nós.” 

Na mesma decisão do TRF, há esclarecimento de que o pedido do MPF não foi para desocupação da área pelos agricultores, mas para que determinasse a obrigação de preservar a área, ou seja, não desmatar ou realizar queimadas. A decisão do TRF foi baseada neste pedido. “Há na decisão a manifestação expressa no sentido de permanência dos agricultores, mas que eles devem preservar o meio ambiente em suas áreas”, esclareceu o procurador. Os representantes de trabalhadores rurais explicaram ao procurador Daniel Fontenele que há muita especulação sobre a retirada de famílias da área. “Não há nenhuma decisão judicial que embase este temor”, destacou Fontenele. 

A reunião no MPF teve a presença do vice-presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Rondônia (Fetragro), Fábio Assis de Menezes; do presidente da Associação dos Produtores Rurais de Alvorada D'Oeste e Urupá (Apraur), José Altamir da Silva; do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Urupá, José Félix da Silva; e do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alvorada D'Oeste, João Luiz Alves de Sousa.

Fonte: MPF/RO

Mais Sobre Municípios

ANAC concede Certificado Operacional ao DER do Governo de Rondônia para o Aeroporto de Ji-Paraná

ANAC concede Certificado Operacional ao DER do Governo de Rondônia para o Aeroporto de Ji-Paraná

O Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), recebeu da Agência Nacional de Aviação Civil (A

Inscrições em conferência sobre urbanização e envelhecimento saudável seguem abertas até sábado

Inscrições em conferência sobre urbanização e envelhecimento saudável seguem abertas até sábado

A Conferência Livre PVH50+, promovida por iniciativa do Centro de Estudos e Pesquisas de Direito e Justiça, selecionada pelo Ministério do Desenvolvi

Sine Municipal de Porto Velho realiza cadastro de jovens na Associação Luz do Alvorecer

Sine Municipal de Porto Velho realiza cadastro de jovens na Associação Luz do Alvorecer

Com o propósito de fazer o cadastro de jovens aprendizes para encaminhá-los ao primeiro emprego por meio da Intermediação de Mão de Obra (IMO), equipe

Empenhado: Buritis recebe R$ 800 mil para iluminação em LED, ciclofaixa e fabricação de bloquetes

Empenhado: Buritis recebe R$ 800 mil para iluminação em LED, ciclofaixa e fabricação de bloquetes

O presidente Alex Redano (Republicanos) confirmou a destinação de R$ 800 mil em recursos para Buritis, assegurados através de seu mandato junto ao G