Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Matador de Polícial Civil confessa crime



Com um forte esquema de segurança feito por policiais civis e militares lotados em Ouro Preto sob o comando dos delegados Cristiano Martins Matos e Marcos Vinicius Filho, desembarcou às 22h45 de ontem, quarta-feira, no Aeroporto de Ji-Paraná, procedente de Cuiabá - MT Edeildo Xavier da Costa, 37, acusado da morte do policial civil Augusto César Rodrigues da Silva e da portadora de deficiência mental Dalva Maria Batista. O crime ocorreu no dia 20 de fevereiro do corrente e chocou toda população de Ouro Preto do Oeste, pela crueldade em que as vitimas foram mortas.
 

A trama

A trama havia sido arquitetada 20 dias antes do crime pela comerciante Sirlene Louzada juntamente com seu amante Edeildo. Ela teria embriagado o seu esposo o policial civil Augusto. Aproveitando desta situação Edeildo em companhia de Ademir Germano Amaral, 31, desferiram vários golpes com um pedaço de madeira no crânio do policial civil e neste momento a doméstica Dalva que estava dormindo em um quarto da residência acordou com o barulho e foi morta como queima de arquivo.

Em seguida o corpo do policial civil Augusto foi colocado na carroceria do veiculo Ford Currier e o corpo da domestica Dalva foi colocado no porta malas do carro da comerciante e trio seguiram rumo a RO 470 e em frente ao lixão colocaram os corpos de Augusto e Dalva na cabine da caminhonete e atearam fogo para simular um acidente de trânsito.
 

Negou

Na DP de Ouro Preto inicialmente Edeildo negou a sua participação no crime e alegou que iria provar sua inocência, já que no dia do crime o mesmo afirmou que estava na cidade de Rio Branco - AC e em tom de deboche disse “Até papagaio fala e quem tem boca fala o que quer”. Edeildo afirmou que só fugiu para Cuiabá porque ficou sabendo que toda Polícia de Rondônia estava a sua procura para matá-lo, por isso resolveu comprar uma Chácara nos arredores da capital do Mato Grosso.
 

Confessou

Passados alguns minutos o elemento resolveu abrir o jogo e diante da imprensa confessou a sua participação no crime e dando os detalhes. Edeildo disse que a trama de matar o policial civil Augusto foi em conluio com a sua amante Sirlene que por sua vez aceitou pagar R$ 5 mil para o elemento Ademir Germano vulgo “Lixa”, participar do crime.

Edeildo detalhou que Sirlene preparou todo o terreno para executar o plano diabólico, embriagou o policial Augusto que foi executado a pauladas. A doméstica Dalva foi morta segundo Edeildo como queima de arquivo, já que tinha presenciado o assassinato de Augusto.

A gasolina usada para atear fogo nos dois corpos foi comprada por Sirlene confessou Edeildo que acrescentou em momento algum a mesma demonstrou arrependimento pelos crimes praticados, chegando ao ponto de dar boas gargalhadas ao ver o carro em chamas com os dois corpos dentro. Frio e calculista o réu confesso Edeildo disse que vai lutar agora para sair da cadeia e disparou. “Tenho um bom patrimônio na cidade de Alvorada do Oeste”. Após ser submetido a exame de corpo delito o homicida Edeildo foi recolhido a Casa de Detenção local onde ficará a disposição da Justiça.
 

Agradecimentos

O delegado Cristiano Martins agradeceu o apoio da Polícia Militar em Ouro Preto do Oeste na pessoa do capitão - PM Áureo César da Silva que não mediu esforços para elucidar este duplo homicídio. Por seu turno o delegado Marcos Vinicius disse que esta é mais uma missão que a Polícia Civil com apoio da Polícia Militar conclui com êxito e desta forma coloca atrás das grades pessoas nocivas a sociedade.

Fonte: Lenilson Guedes com informações  de  Alexandre Araujo/ouropretoonline.com.

Mais Sobre Municípios

Complexo Beira Rio será sede da Prefeitura de Cacoal

Complexo Beira Rio será sede da Prefeitura de Cacoal

Visando por fim na antiga prefeitura no Centro de Cacoal, a atual administração está alterando a finalidade do Complexo Beiro Rio e levará, até o fi

Porto Velho avança para a última fase do Plano Municipal de Enfrentamento à pandemia

Porto Velho avança para a última fase do Plano Municipal de Enfrentamento à pandemia

O avanço na aplicação das vacinas, a redução do número de internações e de novos casos da covid-19, fizeram com que Porto Velho avançasse da Fase Amar

SEMED compra milhares de frascos de álcool e armazena em local inadequado em Porto Velho

SEMED compra milhares de frascos de álcool e armazena em local inadequado em Porto Velho

O vereador Everaldo Fogaça (Republicanos) flagrou o que pode ser um polêmico caso de desperdício de dinheiro público pela Prefeitura de Porto Velho: