Porto Velho (RO) sábado, 23 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Ji-Paraná intensifica trabalho contra o mosquito da Dengue



Estamos chegando ao final do período chuvoso e Ji-Paraná conseguiu fazer a lição de casa no combate ao mosquito transmissor da dengue. No último ano, o município teve um registro de 6,7% de infestação predial do mosquito, e este ano o índice de infestação está em 1,05%, considerado baixo pelo Ministério da Saúde. Este resultado foi alcançado graças ao trabalho realizado pela Prefeitura Municipal através da Secretária Municipal de Saúde (SEMUSA) e servidores da Fundação Nacional da Saúde (FUNASA).

De acordo com Lúcia Borba Correia Soares, técnica responsável pelo Departamento de Vigilância em Saúde da SEMUSA, foram intensificados os serviços de notificação, investigação dos casos e bloqueio das áreas com uso do UBV (Ultra Baixo Volume- Fumacê)

“Em 2009 intensificamos as ações de combate ao vetor, no tocante ao recolhimento de lixo, de pneus, mobilização social, participação comunitária, treinamento de agentes comunitários de saúde, treinamento de médicos sobre o manejo clínico dos pacientes, visitas à população ribeirinha vítimas de enchentes e utilização do fumacê. Ações estas que nos deixam no momento em uma situação de baixo risco”, explicou.

Cinqüenta e dois servidores da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) estiveram presentes em todos aos bairros da cidade, conscientizando a população sobre os perigos da dengue, e fazendo a eliminação de focos e o tratamento de água parada. Foram recolhidos mais de 60 mil pneus, somente e Ji-Paraná, trabalho realizado nas borracharias e oficinas da cidade. Foram coletados materiais inservíveis nos quintais que poderiam acumular água, realizado também o serviço do fumacê em todos os bairros do município, além de palestras nas escolas, onde os alunos receberam panfletos explicativos de como ajudar a combater o mosquito Aedes aegypti.  
  
De acordo com Ivo da Silva, diretor da Divisão de Controle de Vetores da FUNASA, os bairros mais atingidos foram: Nova Brasília, Primavera, Riachuelo e Jardim dos Migrantes. Para o diretor a situação está controlada, porem é necessário a atenção da população em geral, para que possa garantir a ausência da doença.

Fonte: Ascom

 

 

Mais Sobre Municípios

Vilhena cresce mais que Estado e Brasil em 2020 e 2021 gerando empregos e abrindo empresas

Vilhena cresce mais que Estado e Brasil em 2020 e 2021 gerando empregos e abrindo empresas

O bom momento econômico de Vilhena fica evidente com relatórios emitidos pelo Ministério do Trabalho (MTE) e pela Secretaria Municipal de Fazenda (S

Busca ativa é realizada para solucionar pendências de documentação à regularização de imóveis nos bairros Calama e Paraíso em Porto Velho

Busca ativa é realizada para solucionar pendências de documentação à regularização de imóveis nos bairros Calama e Paraíso em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho encerra nesta sexta-feira (22), às 13h, uma ação de regularização dos imóveis localizados nos bairros Calama e Paraíso. O

Hildon Chaves defende a importância de projetos de sustentabilidade na Amazônia

Hildon Chaves defende a importância de projetos de sustentabilidade na Amazônia

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, participou na quinta-feira (21) da 300ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração (CAS) da Superintendê

Complexo Beira Rio será sede da Prefeitura de Cacoal

Complexo Beira Rio será sede da Prefeitura de Cacoal

Visando por fim na antiga prefeitura no Centro de Cacoal, a atual administração está alterando a finalidade do Complexo Beiro Rio e levará, até o fi