Porto Velho (RO) sábado, 23 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

HOSPITAL DE CACOAL: Madeira Energia e Governo discutem aplicação dos recursos



Hospital de Cacoal: Governador recebe presidente e diretores da Madeira Energia e Odebrecht

O governador Ivo Cassol recebeu na manhã desta terça-feira (16), para reunião em seu gabinete na residência Oficial, o presidente da Madeira Energia, Roberto Simões, acompanhado dos diretores da Mesa, Carlos Hugo Araújo e Antônio Pádua, além do diretor Mário Lúcio, para discutir a aplicação dos recursos que serão disponibilizados para o estado como compensação pela construção das usinas hidrelétricas no município de Porto Velho.

De acordo com o presidente do consórcio Madeira Energia, Roberto Simões, o Ministério do Meio Ambiente encaminhou documento informando que o Ibama não permite que o recurso disponibilizado pelo consórcio no valor de R$ 39 milhões de reais seja usado para a conclusão do hospital de Cacoal e sim na ampliação do espaço físico e leitos para os hospitais da capital, tendo em vista que a construção vai trazer danos ambientais para a região.

Na reunião foram abordados vários pontos para detectar onde esse recurso será mais bem aproveitado. A princípio foi cogitada a possibilidade de ser aplicado na melhoria dos hospitais na capital, ampliando o número de leitos tanto na enfermaria quanto na UTI, mas diante dos gastos que o estado terá para manter o bom funcionamento do hospital com o aumento de leitos o governador Ivo Cassol prefere deixar para a prefeitura da capital receber o recurso e construir um hospital regional para desafogar o João Paulo II. 

Durante a reunião o governador ressaltou as dificuldades que o Estado vem enfrentado com a péssima condição da saúde básica nos municípios. Cassol reclamou do valor inferior que o Governo do Estado receberá para custear a ampliação e manutenção dos hospitais, que segundo ele, se limita a R$ 39 milhões de reais se comparado com os R$ 69 milhões de reais que a prefeitura de Porto Velho receberá, sendo que cerca de 40% desse valor vai fazer apenas a saúde preventiva. "É uma divisão desleal", desabafou o governador, "esse valor só cobre as obras, depois o estado vai ter que arcar com a manutenção do hospital", concluiu.

Para ele é mais viável concluir o Hospital de Cacoal com recursos próprios do estado e deixar esse valor da compensação para a prefeitura construir um hospital municipal em Porto Velho. "A prefeitura de Porto Velho tem que fazer a parte dela, eu prefiro deixar que o município aplique o valor que foi destinado para o estado na construção de um hospital na capital e o estado continuará trabalhando com a saúde preventiva", finalizou Cassol.

Fonte: Decom


Mais Sobre Municípios

Vilhena cresce mais que Estado e Brasil em 2020 e 2021 gerando empregos e abrindo empresas

Vilhena cresce mais que Estado e Brasil em 2020 e 2021 gerando empregos e abrindo empresas

O bom momento econômico de Vilhena fica evidente com relatórios emitidos pelo Ministério do Trabalho (MTE) e pela Secretaria Municipal de Fazenda (S

Busca ativa é realizada para solucionar pendências de documentação à regularização de imóveis nos bairros Calama e Paraíso em Porto Velho

Busca ativa é realizada para solucionar pendências de documentação à regularização de imóveis nos bairros Calama e Paraíso em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho encerra nesta sexta-feira (22), às 13h, uma ação de regularização dos imóveis localizados nos bairros Calama e Paraíso. O

Hildon Chaves defende a importância de projetos de sustentabilidade na Amazônia

Hildon Chaves defende a importância de projetos de sustentabilidade na Amazônia

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, participou na quinta-feira (21) da 300ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração (CAS) da Superintendê

Complexo Beira Rio será sede da Prefeitura de Cacoal

Complexo Beira Rio será sede da Prefeitura de Cacoal

Visando por fim na antiga prefeitura no Centro de Cacoal, a atual administração está alterando a finalidade do Complexo Beiro Rio e levará, até o fi