Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

DNIT mostra projeto da ponte Brasil – Bolívia em G. Mirim


Está programada para esta sexta-feira, dia 14, a apresentação do projeto da ponte sobre o rio Mamoré, em Guajará-Mirim. A obra, que vai ligar a BR-425 ao território boliviano integra um conjunto de obras que o DNIT tem programadas para aquele município, cuja realização foi tornada possível graças ao empenho da bancada federal rondoniense. O pacote, verdadeiro presente de natal para aquele município, contém a recuperação total da BR-425 desde o entroncamento com a BR-364 até à ponte binacional, que será construída na área próxima à cachoeira, fora do centro da cidade, e ainda, a construção da travessia urbana – vias marginais – desde o Acesso à Unir. Campus de Guajará, até o trevo de acesso ao centro da cidade. 

O evento, organizado pelo DNIT, contará com a presença do senador Valdir Raupp, da deputada Marinha Raupp, além do presidente do Sebrae/RO, Pedro Teireira e da direção da Associação Comercial de Guajará-Mirim. O projeto da ponte será apresentado ao público pelos técnicos da JDS, empresa responsável pela sua produção, que vêm do Rio de Janeiro especialmente para o encontro. O Sebrae, um dos grandes defensores da obra, irá apresentar aos empresários do município todas as perspectivas que serão abertas a partir da consolidação do grande marcado que se abre a partir das facilidades de acesso que a ponte e as demais obras irão promover. Somente para a ponte estão estimados investimentos da ordem de R$ 120 milhões do DNIT e o senador Valdir Raupp já se comprometeu a trabalhar no sentido de que não faltem recursos para as demais obras. 

Para o superintendente do DNIT, a importância da ponte pode ser avaliada a partir do empenho pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para sua concretização. Tanto, que por duas vezes o próprio diretor-geral do DNIT, Luiz Antônio Pagot, já visitou a Bolívia, discutindo detalhes da obra com as autoridades bolivianas. Para o país vizinho, significa afinal a perspectiva de ligação com o oceano Atlântico, passando por solo brasileiro. A ponte sobre o rio Mamoré, que terá uma extensão de 1.200 metros, já foi inclusive objeto de análise pela Comissão de Viação e Transporte na Câmara Federal, que autorizou a negociação internacional para sua concretização. Oliveira acrescenta que a abertura de licitação para a obra depende apenas da assinatura do termo de cooperação internacional que irá possibilitar a contratação do EIA/RIMA – para obtenção do licenciamento ambiental. 

José Ribamar Oliveira fez questão de destacar que a ponte Brasil – Bolívia, a reforma das BR-425 e a construção da travessia urbana em Guajará-Mirim complementam o trabalho desenvolvido pelo DNIT em todo o estado, graças ao empenho pessoal do senador Valdir Raupp, da deputada Marinha Raupp e de toda a bancada rondoniense. Ele lembrou que em todo o estado estão assinaladas as marcas da presença do órgão, nos trabalhos de manutenção e conservação das rodovias federais. 

Fonte: Ascom - Carlos Henrique

Mais Sobre Municípios

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Setembro é o mês de intensificação das ações de prevenção ao suicídio através da campanha Setembro Amarelo. Em um ano de pandemia, com o isolamento